quarta-feira, 1 de maio de 2013

OS GAVIÕES

OS GAVIÕES Gavião é o nome popular dado a várias espécies de aves falconiformes pertencentes às famílias Acipitrídea e Falconídea, em particular dos gêneros Leucoptemis, Buteo e Buteogallus. São aves geralmente identificadas pelo tamanho, de médio a pequeno porte, em relação a outras aves de rapina. Dotadas de asas curtas, são adaptadas à predação em espaços fechados. Esta designação não corresponde a nenhuma classe taxonômica e pode acontecer que dentro do mesmo gênero haja espécies chamadas gavião e outras com o nome de águia. De uma forma geral, os gaviões têm uma distribuição bastante vasta, que inclui todos os continentes com exceção da Antártica. (Wikipédia) Existem mais de sessenta espécies de Gaviões e dentre elas algumas com nomes bem sugestivos; - Gavião-branco, Gavião-belo, Gavião-caboclo, Gavião-caipira, Gavião de pé curto, Gavião da cara preta, Gavião de pescoço branco, Gavião de sobrancelha, Gavião do mangue, Gavião-miúdo, Gavião-preto, Gavião-real, Gaviãozinho, Gavião-rapina e muitos mais. Em nosso país predomina a espécie Gavião-rapina. Esse gavião adora participar de maracutaias e desviar dinheiro de obras públicas. A classe Gavião-branco também se faz presente, tais gaviões roubam descaradamente os cofres públicos e acabam expulsos de seus ninhos por improbidade administrativa. O Gavião-belo é aquele gaviãozinho que se acha! Aquele que quer se passar por águia e não passa de um passarinho conhecido como Vira-bosta ou Chupim. Gavião do mangue é o famoso gavião que superfatura obras lacustres, seja repaginação de alguma orla ou comportas de barragens hídricas. O Gavião-miúdo é aquele que rapina coisas pequenas, seja uma nota de almoço alem do preço real, alguns litros de gasolina ou uma reforma escolar inexistente. Os gaviões sempre tentam tirar partido (?) de tudo e esquecem que por definição têm asas curtas, são predadores em ambientes fechados, tipo salas e gabinetes. Não existem na Antártica e o motivo de não nidificarem no frio é que preferem locais mais aprazíveis e com ar condicionado. Exterminar gaviões é um trabalho árduo e deveras cansativo. A única arma realmente mortal se chama voto. Não esqueçam que gaviões costumam comprar votos! Não podem ver um eleitor em potencial que já vão passando a mão, dando tapinhas nas costas e fazendo mil promessas irrealizáveis... Não entre nessa! É uma fria. Ao conquistar a confiança do pacato eleitor, a primeira coisa que farão depois de conseguir o intento é esquecer o prometido e ficam nervosinhos com qualquer crítica ou cobrança. Caso você, atento leitor, tenha ojeriza a gaviões, a maneira correta de agir é denunciar esse pássaro corrupto. Não aplauda seu superego, negue-lhe alimento e pratique conscientemente a cidadania. Não obteve sucesso? O gaviãozinho mequetrefe o está perseguindo? Então, o jeito é mudar para o Polo Sul ou sua vida vai se transformar em um inferno... Boa viagem! Gastão Ferreira/2013

Um comentário:

Roberto J. Pugliese disse...

Prezado Gastão.

Parabéns pelo texto.

Conheço Iguape e todo o Vale do Ribeira.

Felicidades,

Roberto J. Pugliese
http://vidaexpressovida.blogspot.com.br/