segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Visitas...

A NUVEM BABACA... As nuvens são seres estranhos, por vezes se juntam em grandes rebanhos formando curiosos desenhos no céu. Outras vezes se mostram solitárias e ficam horas espiando as pessoas e os animais. Choram com facilidade e suas lágrimas alagam ruas e cidades. Meu cunhado Paulo foi adotado por uma nuvenzinha desde o berço... Sua mãe se esqueceu de fechar a cortina do quarto e uma pequena nuvem solitária se encantou pelo pimpolho; - “Que criança linda! Vou segui-lo por toda a vida.” disse a acanhada nuvem babaca e jamais olvidou a promessa. Essa paixão, com o passar do tempo, transformou-se em um incômodo. Onde estava o guri sempre chovia... Choveu no seu primeiro aniversário e em todos os outros eventos ao ar livre dos quais participou. O fato foi comprovado diversas vezes... Calorão e muito sol nas praias de Tramandaí! Bastava Paulo chegar e era o maior aguaceiro... Três meses sem chuva em Iguape! Paulo chegou... Chuva! Os presentes de aniversários de Paulinho eram sempre os mesmos, capas de chuva, galochas, guarda-chuvas... A única coisa boa em tudo isso é que o garoto recebia muitos convites para visitar lugares áridos. Bem antes de completar quinze anos conhecia todo o nordeste brasileiro, o deserto de Atacama no Chile e parte da África. A parte ruim dessa história é que não era bem visto em campeonatos esportivos, corridas de carros, feiras livres e demais ocorrências que necessitassem de sol para terem sucesso. Jamais assistiu a um grenal, a uma missa campal, a uma procissão, nunca desfilou na Semana da Pátria ou na Semana Farroupilha... Paulo adora pescar e recentemente recebi sua visita... Tarde de sol! Fomos curtir uma praia em Ilha Comprida, por precaução ficamos sob um guarda-sol para que a nefanda nuvem não o encontrasse, o céu estava azul e minha irmã aproveitava ao máximo a água tépida daquele mar sem fim, bastou meu cunhado sair da segurança do guarda-sol e a nuvenzinha babaca que o segue, o avistou; - “É ele! É ele! O meu guri...” e quase se desmanchou de tanto chorar.Resultado! Chuvisco, frio e chuva... Acabou o passeio. Saíram com chuva do Rio Grande do Sul em busca do sol de Iguape onde não chovia há três meses. No sul o tempo clareou... Muito sol, muito calor... Em Iguape garoa e frio! Ao voltarem encontraram chuva no sul e Iguape amanheceu com um céu límpido, pois é a tal nuvenzinha babaca os seguiu e mais uma vez essa estranha história foi comprovada, mesmo assim passearam bastante, subiram no Morro do Cristo, visitaram a Fonte do Senhor, curtiram o Centro Histórico, tomaram parte na procissão de Nossa Senhora das Neves, perambularam na Beira do Valo, apreciaram nossos pontos turísticos e prometeram solenemente voltarem para conhecer a Juréia e nossos bairros rurais... Com nuvem babaca ou sem nuvem agradeço a visita... Voltem sempre! Fiz questão de que bebessem da água da Fonte para garantir o retorno... Kkkk. Gastão Ferreira/2012 Gastão Ferreira/2012

Nenhum comentário: