quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Novidade na noite...

A ROSA DA PATAGÔNIA Dentre as flores mais raras existentes no planeta Terra, a rosa da Patagônia é o máximo em perfeição. Desabrocha uma vez ao ano e apenas uma flor de raríssima fragrância surge ao anoitecer. Milionários pagam uma fortuna para tê-la em seus jardins. Um rei trocaria sua coroa por tal flor. Quando Bela Adormecida passou cem anos em profundo sono e acordou lépida, fagueira e risonha, todos souberam que foi graças a Rosa da Patagônia que a letargia foi possível. O Corcunda de Notre Dame perdeu sua giba ao cheirar tal rosa. Átila, O Flagelo de Deus, abandonou a Europa após se inebriar no perfume de tão rara flor. Afrodite, a deusa do Amor e da Beleza, banhava-se com as pétalas da Rosa da Patagônia. Adônis só foi reconhecido como o Mais Belo Mortal porque vivia cheirando a florzinha. Aquiles ganhou de sua mãe Tétis um botão, foi isso que o tornava imortal e não a feitiçaria da deusa do mar. Aladim trocou sua Lâmpada Maravilhosa por uma Rosa da Patagônia e Super-homem adquiriu seus poderes ainda criança ao descobrir no jardim materno um pezinho da roseira mágica. Muitos mistérios envolvem essa lenda, muitos crimes foram perpetrados para conseguir uma simples mudinha, donzelas se prostituiam para consegui-la, pactos demoníacos em troca de uma flor... Loucura e lascívia se misturavam na procura dessa rosa encantada. A flor que dava a juventude, a beleza, o poder de domar a vida e a morte a quem a possuísse. Foram tantos os transtornos causados pela busca da flor, que as autoridades proibiram a simples menção de seu nome. O mundo civilizado acabou esquecendo que ela existia e o tempo foi passando, passando... Ninguém sabe como aconteceu! Tiveram que arrombar a porta de um banheiro de bar... O casal de pelados foi retirado no tapa para fora do estabelecimento. As irmãs que jejuavam e oravam pelas almas pecadoras começaram sem mais nem menos a dançar cancã... Um pescador muito bem casado beijou na boca um ajudante de pedreiro... Um gay assumido desde a maternidade começou a assediar as moças de família... Garotas recatadas tiravam casquinhas das amigas menos precavidas... Os gatos que eram pardos passaram a ter todas as cores. O mistério dessa mudança comportamental foi decifrado quando Jeteme presenteou uma senhora da terceira idade com um botão de rosa vermelha... A madama tirou a roupa na hora, fez mil poses, sapateou, cantou, revirou os olhos e se esborrachou no chão... Os fregueses do bar quase lincharam Jeteme achando que ele tinha dado uma “Boa Noite Cinderela” para a rapariga, ou, um sossega leão. Jeteme explicou aos frequentadores do boteco que havia presenteado a menininha da terceira idade com uma Rosa da Patagônia... Como ele conseguiu a muda da roseira? Não sei. Só sei que as noites estão mais agitadas, mais profanas... Parece que a rosa veio para ficar... Aguardem o desdobramento, a procura pela flor já começou e as histórias são de arrepiar. Gastão Ferreira/2012

Nenhum comentário: