quinta-feira, 12 de julho de 2012

Quem não conhece uma... Zinha!


COMPLEXO DE SINHAZINHA


                Nossa amada cidade foi palco recentemente de um estudo profundo sobre a psicologia humana. Cientistas da área de comportamento ambiental entrevistaram remanescentes das antigas famílias de colonizadores e chegaram a conclusões surpreendentes.
         Na atualidade não existem mais segredos para a ciência. Na era quântica, de computadores hiperinterativos, basta meia dúzia de toques digitais e todo o conhecimento armazenado é apresentado em questões de segundos.
         Algumas pessoas se perguntavam o porquê da estranha mania de virar o rosto, cuspir nos pés de quem passa na rua, fazer cara de nojo ao olhar para um desafeto, fatos que ocorrem com tanta frequência em nossa cidade.
         Os cientistas chegaram à conclusão que pessoas mal amadas, com desvios comportamentais, com síndrome de Deus, que se acham a última Manjuba do Ribeira, podem ocasionalmente apresentarem tais sintomas. No mundo moderno este comportamento diferenciado é visto como preconceituoso e coisa de pobre de espírito.
         O portador dessa síndrome é visto como alguém fora da realidade. Imaturo psicologicamente ainda não percebe que pessoas são o que são e não o que queremos que seja. Que cada ser humano tem o direito de viver segundo sua consciência e no seu próprio quadrado.
         Os estudiosos denominaram este comportamento vexatório de “Complexo de Sinhazinha”. Os possuidores desse desvio ao serem entrevistados foram unanimes em afirmarem que gostariam de ver seus desafetos num pelourinho... Que oravam diariamente pedindo a Deus que tivesse misericórdia dessa ralé, desses párias sociais, desses sem eiras nem beiras que ousavam contestar um sangue nobre.
         Os cientistas aprofundaram suas pesquisas e descobriram que na maioria dos eventos de “Complexo de Sinhazinha”, o doente não passava de um “arrota salmão”, ou seja, alguém que come Manjuba e arrota Salmão... A cura para esta horrível moléstia não foi descoberta, pois depende de um sentimento chamado “semancol” e que falta por incapacidade de tolerância e humildade na totalidade dos que apresentam a síndrome.
         Agradecemos aos ilustres cientistas e pesquisadores. Agora que sabemos a causa desse estranho comportamento que afeta muitos entre nós, podemos ficar de consciência tranquila. Mau caráter... Falta de humildade, ressentimento, são a evidencia de pobreza de espírito e um dia terá cura. Que o Bom Jesus, nosso amado protetor, que a dois mil anos teima em nos informar que amar ao próximo como a nós mesmos é o único caminho seguro para a felicidade continue a nos aturar.

Gastão Ferreira/2012
        
         

Nenhum comentário: