quarta-feira, 25 de julho de 2012

Histórias que me contaram...

TRÊS PERNAS NO PODER... Tudo começou com a pré-candidatura de Wandinho Três Pernas à vereança. As senhoras de família achavam horrível votar em alguém apelidado de Três Pernas, as moças crentes julgavam ser coisa de Satanás, as mais bobinhas achavam lindo o apelido e as espertinhas sorriam. Naquele fim de semana, no boteco erótico de vovó Nachel, a discussão foi acalorada. Ermelinda Carne de Vaca vulgo Linda Vaca, Mery Casquinha e irmã Laurenciana codinome Laure a Arrependida confabulavam sobre o candidato. Irmã Laure lembrou que Wandinho acabara de receber de um instituto de pesquisa o título de Personalidade Revelação do Ano... Bastou Mery Casquinha sorriu que irmã Arrependida se encheu de brios; - “Eu estava lá! Eu participei do jantar de 500 Reais por pessoa, eu comprei a gravação do evento por 2.000 Reais e posso provar o que digo... Meu candidato discursou bonito... É ele! É ele! É ele.” Linda Carne de Vaca não se deu por vencida; - “Irmã, isso tudo é uma armação! Onde se viu pagar 500 Reais por um prato exótico e desde quando Bacalhau é prato exótico? Me poupe!” - “É nisso que dá contar as novidades para gente pobre! O que eu paguei foi à companhia. Jantei com as famílias mais tradicionais, os nababos da cidade, as pessoas acima de qualquer suspeitas, a fina flor da sociedade... Vocês jamais saberão o gostinho especial de olhar uma madama fazendo beicinho ao provar um uísque importado, as caras e bocas para o garçom, as conversas de alto nível entre pessoas educadas e sensíveis...” Explicou irmã Laure. Carne de Vaca não deixou barato; - “É verdade irmã, nossas Santas Socialites são um exemplo vivo de educação e humildade... Madame Heliodora, que foi amante secreta de cinco padres, que o diga!” - “Que coisa feia apontar supostos deslizes alheios! Eu já fui do mundo, mas hoje tenho certeza que tais mexericos são coisa do Demônio. Amarra-o Jesus! Estou aqui para discutirmos se aderimos ou não a campanha do amigo Wandinho Três Pernas.” Comentou A Arrependida. Mery Casquinha, a com mais estudo dentre as três, foi clara e taxativa; - “Amigas, vamos ser objetivas... Estamos na maior duranga e precisamos de algum dindim... Wandinho está por cima da carne seca, pode pagar e está escolhendo entre as garotas mais belas e sensuais seus cabos eleitorais, não podemos perder esta oportunidade que só ocorre a cada quatro anos.” - “Concordo em parte com você Mary Casquinha, mas creio que devemos zelar por nosso bom nome... Na cidade dão apelidos por qualquer bobagem... Passar a ser conhecida como “As Garotas de Três Pernas” não será nada fácil!” Disse Linda Carne de Vaca. - “Carne de Vaca, conheço Wandinho desde criança e a não serem as coisas normais que qualquer um faz no escurinho do barzinho e as anormais quando está fantasiado, seja no Banho da Mocréia ou em baile a fantasia nada consta que desaprove moralmente meu amigo Dinho a Santa, opa, digo Wandinho Três Pernas.” Rebateu Mary Casquinha. - “Todos sabem que já fui do chifre virado... Droguei-me, me prostitui, me troquei por pó e pedra. Dormi com homens, mulheres e com um macaco amestrado de um circo que passou pela cidade... Nunca beijei na boca por dinheiro... Estava perdida nas trevas do pecado, conheci Jesus, e, ele me salvou... Amarrou todos os demônios e eu Laurenciana dos Prazeres, passei a ser Irmã Laure a Arrependida... Conto isso em segredo, pois Wandinho se entregou a Jesus junto comigo e conheço o mistério das Três Pernas...” - “Meu Bonje! Conta, conta...” Pediram Casquinha e Vaca. - “Vocês sabem que Wandinho antes de Amarrar o Demônio era um tanto descuidado... Tanto que fez juz ao apelido Dinho a Santa... Igual a mim, ele arrependeu-se... Vovó Nachel vira e mexe afastava alguns encostos que teimavam em compartilhar suas experiências sexuais negativas com A Santa... Quando recebeu as luzes da verdade, temeroso que as entidades trevosas o atormentassem vendeu todas as cadeiras que tinha em casa e comprou muitos banquinhos de madeira, igual a estes que tem em balcão de alguns bares, aquele banquinho que tem três pernas...”Explicava Irmã Laure. - “E o que aconteceu?” Perguntou Linda Carne de Vaca. - “No culto dominical ele contou a sua história... Lavou a alma pecadora, está com a Paz do Senhor dentro de si e explicou que trocou as cadeiras pelos banquinhos de três pernas porque banquinhos de três pernas NÃO TÊM ENCOSTOS... Eis o porquê do apelido Wandinho Três Pernas...” Concluiu irmã Laure a Arrependida. - “Que linda história!” Disse Mary Casquinha com os olhos marejados. - “Estou arrepiada e a partir desse momento eu vou lutar de corpo e alma pela vitória de Três Pernas...” Afirmou Linda Carne de Vaca. E foi assim que Wandinho Três Pernas conquistou o coração, a mente e o voto de milhares de pessoas crédulas. Foi o maior trambiqueiro, corrupto e pilantra que passou pela política regional. Tudo começou quando Dinho a Santa e Laure dos Prazeres montaram um grande esquema para engambelar os tolos que acreditam em qualquer história sem pé nem cabeça, igual a esta... Gastão Ferreira/2012

Nenhum comentário: