domingo, 27 de maio de 2012

O amor é lindo...


ROMEU & ROTHEU...


         Somos todos personagens neste cenário mundo. Através do espaço tempo as comédias, os dramas, as tragédias se repetem. Não há nada de novo sob o sol... A chuva de hoje é a mesma água condensada que caiu há meses e voltou.
         Seu Dito Feiura desde o prézinho teve suas desavenças com Maria Dondoca. Naquela época já sentavam em extremos diferentes na mesma sala de aula, aliás, o apelido de Bad Mary foi ele quem o colocou em Maria Dondoca e vice versa, Dito Lixo era o mesmo e execrado Dito Feiura.
         Com o tempo as rusgas infantis se transformaram em rancores, viraram ódios, aleivosias. Ninguém conseguiu uma conciliação. Uma aproximação mais civilizada jamais ocorreu... Eram inimigos íntimos! Dito Lixo sabia tudo a respeito de Bad Mary e Maria Dondoca conhecia a vida de Dito Feiura como a palma de sua própria mão.
         Muitas Festas de Agosto rolaram, Dito transformou-se num empresário de sucesso, possui família, animais de estimação, um filho, duas filhas e muito dinheiro. Maria também constituiu família, foi abençoada com um filho e duas filhas. Atualmente é uma poderosa líder comunitária que manda e desmanda. Ela tem muitos bens em nome de terceiros, todos comprados com aquela grana preta das grandes maracutaias que cruzam o caminho dos espertos que se interessam sem interesse próprio a auxiliar os menos favorecidos.
         Feiura casou e a seu primogênito deu o nome de Romeu, Bad Mary apressou o enlace matrimonial e fez questão de colocar o nome de Rotheu no filho mais velho. Em ambas as casas as crianças cresceram cientes de que jamais deveriam se aproximar uma da outra. Seus pequenos mundos e o grande mundo de seus pais consistiam na máxima de que o que era bom para Rotheu jamais prestaria para Romeu e o que servia para Romeu não servia para Rotheu.
         Os costumes mudaram, o planeta evoluiu, muitos carnavais passaram. A velhice trocou de nome e agora é a melhor idade. O anão deixou de ser um baixinho e se transformou num cidadão verticalmente prejudicado. Tudo é permitido para que um cidadão não se sinta constrangido em suas escolhas, suas opções, sua vida íntima... O Mundo é cor de rosa afirmam os ativistas sempre de plantão.
         Ninguém presenciou o primeiro encontro entre Romeu e Rotheu, ou melhor, todos presenciaram tal encontro... Como assim? Todos presenciaram!... O encontro foi numa festa a fantasia no melhor clube da cidade e ninguém sabia quem era quem, nem Rotheu nem Romeu.
         Romeu travestido de “Flor Singela”, na verdade um vistoso Brinco de Princesa, e, Rotheu fantasiado de “Colibri Solitário” e muito brincalhão se aproximou de “Flor Singela” e tascou; - “Você é a minha flor predileta!” e ouviu um sussurrante; - “Essa flor é toda sua, Beija-flor!”
         Ah o amor! Essa criança pandega. Tiro certeiro, mata a cobra e mostra o pau... Poderoso! Romeu e Rotheu vão casar, será o primeiro casamento gay oficial no município. O que a cidade inteira tentou sem jamais conseguir, Cupido conseguiu e aproximou Dito Lixo de Bad Mary para sempre.
         As bodas ficarão para a história... Filhos? O quê os pais não fazem para vê-los felizes! Viva o Amor! Viva Eros! Viva Cupido esse filho genioso de Afrodite o qual move o mundo e abranda o coração das feras. Felicidades aos jovens nubentes, somos todos personagens e a Terra é o cenário, quem ousa afirmar que algo não possa mudar? Romeu e Rotheu acham que sim... Ah, o que é o amor!

Gastão Ferreira/Iguape/2012.   

Nenhum comentário: