domingo, 5 de fevereiro de 2012

ÁGUA DA FONTE...


ÁGUA DA FONTE...

Mais uma vez os olhos do mundo estão voltados para Pindaíba do Norte, uma pequena urbe perdida no sertão nordestino. Cientistas e pesquisadores descobriram a causa dos males que afligem a centenária cidade; - A água de uma famosa fonte!

Segundo as pesquisas, um bom moço, de boa família e excelente moralidade, após tomar a água da Fonte, sem mais nem menos apresentou um comportamento deveras estranho. Apossou-se de uma placa comemorativa de bronze, patrimônio do povo, que homenageava a visita de um renomado escritor francês ao município e a levou para decorar sua casa. A partir deste dia, o rapaz mudou por inteiro seu comportamento, tornando-se uma pessoa mesquinha, de maus hábitos, arrogante, orgulhoso e prepotente.

Um cavalheiro de nível universitário apresentou extrema agressividade após ingerir alguns goles da famosa água da Fonte. Nem bem chegou a sua residência e massacrou um cão vadio que cruzou seu caminho, causando consternação geral na população. Quando questionado pelo gesto brutal confessou que desconhecia o motivo de tal atitude e culpou a água da Fonte.

Uma jovem liderança depois de saciar a sede na gostosa água da Fonte estuprou uma adolescente nua que tomava banho de sol sobre uma pedra nas cercanias. No Boletim de Ocorrência sua justificativa para o ato nefando foi culpar a água da Fonte, afirmando que provavelmente a água continha substancia toxicas, um cheiro de mato queimado, um resíduo de pó branco que nem sequer imaginava o que era.

O fato que mais chamou a atenção dos pesquisadores ocorreu com um cacique político local. Uma pessoa acima de qualquer suspeita, um líder nato, um homem de bem... Foi comprovado que após ingerir uma grande quantidade da tal água da Fonte, sua personalidade mudou. Saqueou o cofre municipal, apadrinhou corruptos, roubou descaradamente, chegou ao ponto de ser exonerado do cargo por improbidade administrativa e culpou a água da Fonte.

Foi provado que garotos do mal que freqüentam a área onde está situada a Fonte, quando bebem de sua água, partem para as drogas e assaltos. As meninas que tomam banho peladas, nas bicas próximas a mata, engravidam e as crianças se tornam petulantes e sem educação ao provarem da água da fonte.

Foi descoberto que a água estava sendo engarrafada e enviada a Brasília. Muitos deputados e senadores fizeram questão de afirmarem que tudo não passava de lenda urbana, que a água não modificara em nada seu probo comportamento ético, que continuavam sendo honestos servidores do povo e que a água era miraculosa, pois nunca ganharam tanto dinheiro na vida após se regalarem com o precioso líquido.

Na cidade, após o vazamento das pesquisas, a população inconformada exigiu uma prova concreta, não acreditando que a famosa água pudesse ser a causa do secular malefício que aflige a região.

Para evitar controvérsias e difamação, os cientistas fizeram um teste secreto. Numa reunião com os representantes do povo e demais autoridades deram água da Fonte aos participantes do evento...

Hoje a cidade está praticamente abandonada... Urubus, vacas e cavalos dividem as ruas com mendigos, policiais são assassinados, adolescentes se drogam pelas esquinas, mas, quem participou do teste está muito bem de vida. Os cientistas, que também tomaram o líquido, negam que a água seja a causa da epidemia amoral que atinge parte da população. Todos os pesquisadores foram agraciados com títulos de “Amigos da Cidade”, Cem mil Reais e um caro zero km, alem de 10% em qualquer maracutaia futura.

Gastão Ferreira/2012

Nenhum comentário: