quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Sem Carapuças...


“BRANCA DE SUSTO” E A RAINHA INGÊNUA

Num reino muito, muito distante. Num tempo em que os bichos falavam e até participavam dos assuntos do Estado, viveu uma garotinha chamada Ducibeth, que passou a história como “Branca de Susto”.

Branca de Susto era prima distante da famosa Branca de Neve, aquela princesa que tinha amizade com sete anões que viviam numa floresta e era odiada por sua madrasta, a Rainha malvada. Ducibeth, nossa heroína também adorava anões e tinha grande afeição por oito bem afamados anãozinhos, seus companheiros de folguedos e estripulias. Outro diferencial é que a Rainha do nosso texto não era Malvada, a nossa Rainha era a Rainha Ingênua, a que nunca sabia do que ocorria na sua corte.

Hoje, para nós, pessoas acostumadas com a ética, à honestidade e a transparência, a história de Branca de Susto não faz muito sentido, mas no contexto histórico onde ocorreu a folgança a vida era outra.

Notaram a quantidade de anões que faziam parte do circulo de amigos de Ducibeth! Naquele reino distante os anões eram considerados uma praga, todos coniventes com a Rainha, vigiavam os cofres do reino e cuidavam da distribuição do dindim para que não ocorresse prevaricação. Branca de Susto era uma guria esperta que pensava no próprio futuro com excessivo zelo. Seu sonho não tão secreto! Destronar a Rainha Ingênua e ocupar o troninho custasse o que custasse.

A Rainha considerava Ducibeth uma filha e dividia com ela parte do poder Real, mesmo assim Ducibeth tramava a queda da coroa. Tanto da Rainha coroa, como da coroa da cabeça da Rainha. Os anãozinhos participavam ativamente da luta nos bastidores e ora apoiavam a amiga Ducibeth, ora apoiavam a Rainha da qual recebiam mimos e agrados.

Estava assim a Rainha Ingênua em doce engano com relação à infanta Ducibeth, quando o Mordomo Real descobriu sem querer querendo um complô contra a soberana... Ducibeth estava comprando a plebe, patrocinando eventos, alimentando o populacho com brindes saídos dos fundos Reais... “Que horror!” disse o Mordomo Real, “essa garota precisa ser detida... Que coisa feia usar o dinheiro público para fins particulares!”

Quando Ducibeth e sua escudeira a menina Sem Money, pimponas e felizes desceram da carruagem oficial que diariamente as buscavam na porta de casa, foram surpreendidas pelos seguranças da corte e obrigadas a retirarem apenas seus objetos pessoais do local de trabalho, caíram do salto alto e ficaram brancas de susto perante os guardas da Rainha e a partir desse dia Ducibeth passou a ser conhecida como “Branca de Susto”, a prima pobre de “Branca de Neve”.

Pelo que pesquisei nos antigos arquivos daquele reino muito, muito distante, os personagens após essa ocorrência não deixaram marcas na história... Os anões que vigiavam o cofre foram substituídos. A Rainha Ingênua perdeu a coroa. O Mordomo Real foi ser vil, digo, servir ao novo Rei e Branca de Susto criou a ONG “Anões bem dotados, serão adotados.” em parceria com sua prima distante Branca de Neve, uma instituição que dota com bolsas de estudos, anões muito inteligentes... Enfim uma história edificante onde todos os personagens ficaram bem de vida!

Moral da História; - “Sede demais seca o pote.”

Gastão Ferreira/2011

Nenhum comentário: