quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

PROGNÓSTICOS/2011


PROGNÓSTICOS/2011

Consultando o famoso livro “Anotações da Sibila da Juréia”, descoberto em 1502 por Mestre Cosme Fernandes, conhecido como o Bacharel de Cananéia, em um sambaqui da região e que contém revelações, profecias e muitas fofocas sobre fatos que ocorrerão num futuro longínquo numa cidade cognominada a Princesa do Mar, encontrei as seguintes visões sobre o ano de 2011.

“- Na cidade tombada as carruagens estrangeiras coletivas voltarão a pagar pedágio e muitos retornarão inconsoláveis do portal onde ocorrerá a cobrança.” Não farei comentários sobre tal presságio, apenas relato o que foi escrito pela Sibila, que cada um tire suas próprias conclusões.

“- Cinderela ganhará um único sapatinho de cristal cor de rosa e buscará um novo príncipe encantado. Na festa pagã ela realizará seus sonhos e um jovem amor aparecerá.” As Sibilas eram conhecidas desde a antiguidade como videntes e feiticeiras, é bem provável que devido à idade avançada nossa Sibila da Juréia confundiu a Princesa do Mar com alguma cidade européia.

“- Um nobre Conde não salvará os leões venezianos, eles despencarão do alto do telhado devido às chuvas prolongadas e se perderão para sempre” Não falei que a Sibila devia estar na melhor idade! Leões venezianos? Coisas da Europa.

“- Na urbe que detesta árvores, muitas perecerão pelas mãos dos que deviam protegê-las.” Nada a ver conosco, nossa cidade ama o verde.

“- O vil metal falará mais alto, seu grito será ouvido por todos e as pessoas de bem ficarão mudas e envergonhadas.” Não consegui entender a mensagem.

“- O joio e o trigo farão as pazes, entre fogos nos céus a festa estará garantida.” Esta Sibila era caduca! Que será que ela cheirou?

“- Com mãos limpas e amor no coração, os príncipes aumentarão seus ganhos e o reinado da impunidade será completo.” Muito complicado! Esta Sibila é maluca.

“- Aves negras disputarão com pedintes a sobra dos banquetes dos nobres de sangue pobre. Quem contestar será tido como inimigo, todos beijarão a mão que estapeia.” Sei não! Parece uma praga.

O restante das anotações sobre 2011 estão fragmentadas, lembrem que o livro foi encontrado em um sambaqui de três mil anos. Existem desenhos de uma barragem, prédios velhos desmoronando, moedas caindo do céu, pessoas felizes aplaudindo e poucas jogando pedras, igualzinho ao ano passado.

2010 foi embora e levou consigo conquistas e derrotas. Esperanças não realizadas, sonhos desfeitos, perdas e ganhos. Cada ano que chega é um livro de 365 páginas em branco aonde vamos anotando o nosso viver. Que 2011 este livro novinho que cada um de nós acabou de receber possa ganhar muitas e belas anotações.

Gastão Ferreira

2 comentários:

www.ranierimirandaveraz.blogspot.com disse...

parabens...pura verdades que ninguem quer ouvir...quantos pratos daria a quem tem fome...tenha um bom 2011

www.ranierimirandaveraz.blogspot.com disse...

parabens...pura verdades que ninguem quer ouvir...quantos pratos daria a quem tem fome...tenha um bom 2011