terça-feira, 2 de novembro de 2010

ASSIM É... ASSIM SERÁ!


ASSIM É...

Como uma sombra ela ronda a cidade. Espia nos becos, nos casebres, nas mansões. Sua face é desconhecida, mas sua presença está em todos os lugares e o seu abraço é letal. Os desesperados a procuram no veneno, na forca, no tiro fatal como o derradeiro remédio para o não ser.

As religiões fazem dela um mistério desde o começo dos tempos, ensinam a temê-la como a deusa da escuridão, um portal a ser transposto com tranqüilidade por aqueles que levam uma vida digna e que compartilharam do amor, da humildade, da compreensão. Uma danação eterna aos que semeiam desavenças, ódios, aos que corrompem a vida aproveitando-se do poder em proveito pessoal, aos que plantam a desunião, os rancores, a ingratidão.

Não tem preferências, carrega com ela o pobre, o rico, o moço, o velho, a criança, o doente e o são. Percorre as estradas, voa pelo espaço, mergulha no mar. Conhece todos os caminhos, cada pedaço de chão. Vigia as horas, monitora o dia e a noite. Executa seu trabalho com perfeição.

Ao cansado ela dá o repouso, ao enfermo a saúde impossível, ao aflito a derradeira paz. Muitos a chamam nas horas amargas de Liberdade definitiva, outros a deusa da regeneração. Muitos acreditam que ela seja a porta para uma nova forma de existir, outros, a entrada para a escuridão.

Desde o berço o encontro foi marcado, apenas desconhecemos o momento da colisão, por isso é bom viver cada segundo como o derradeiro, sem ferir, sem magoar aos semelhantes. Respeitando a tudo e a todos nessa casa planeta que é nosso lar compartilhado. Temos o dever de deixar um mundo melhor aos que virão a essa fonte beber da água da vida num futuro aprendizado.

Nossa Alma, essa eterna criança herdeira das estrelas necessita crescer e de tempos em tempos volta à escola Terra para uma nova lição. O exercício do Amor é fundamental e a Dor só aparece quando nos negamos a enxergar o essencial e o essencial é aprender a viver desapegado dos bens materiais que por aqui ficarão no fim da viagem.

Assim é... Assim será! Quando mais uma etapa for vencida regressamos ao eterno lar com tudo aquilo que aprendemos a compartilhar, essa sombra que nos vigia sabe a hora exata em que devemos voltar. Não tenham medo, a Morte é nossa velha amiga e muitas e muitas vezes já veio aqui nessa vida nos buscar.

Gastão Ferreira

Nenhum comentário: