quinta-feira, 8 de abril de 2010

PAPO FURADO


PAPO FURADO

Pelos caminhos do mundo
Nenhum destino se perde
Quer seja pouco profundo
Ou algo ruim que se herde!

Basta ver a roubalheira
Estampada nos jornais
Levanta a sua bandeira
Aquele que rouba mais

Nossa terra é tão rica
Basta plantar e colher
Mas todo o ouro só fica
Prá quem está no poder!

“Um dia serei prefeito
Ou quem sabe vereador
Quero ter meu prato feito
Feito com o alheio suor...”

É assim que eles pensam
Para teu voto comprar...
Depois eleitos dispensam
Fica o vendido a chorar...

Quem cala tudo consente
Fingem não sentir fedor...
E vão enganando a gente
Nesse papo “Todo Amor”.

Gastão Ferreira

Nenhum comentário: