segunda-feira, 1 de março de 2010

PESADELOS


PESADELOS

Os pesadelos são sonhos
Que não puderam nascer
São eles ecos tristonhos
Que não chegaram a viver.

E no escuro das noites
Eles nos vêm visitar...
Com murmúrios e açoites
Querendo a vida voltar.

Perdidos pelos caminhos
Soluçando em solidão...
De nossa alma espinhos
Filhos de nossa ilusão...

Implorando pela vida
Desconhecendo a razão
No sono é ave ferida
Deixam dor no coração.

Os pesadelos que choram
Fechados na escuridão...
São fantasmas que imploram
Por nosso amor e por perdão!

Gastão Ferreira

Nenhum comentário: