terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

TAPA NA BUNDA




TAPA NA BUNDA


Quando vim a esse mundo
Eu não trouxe inimigo
Não demorou um segundo
Tinha um junto comigo...

Levei um tapa na bunda
E comecei a gritar
A parteira furibunda
Começou a gargalhar...

É menino minha senhora
Informou cheia de graça
E a partir dessa hora...
Sempre chorei de pirraça

Fui perdendo a inocência
Com o mundo a me ferir
Aprendi que da violência
Poucos conseguem fugir...

Estou voltando pra casa
Pro lugar de onde vim...
Pois o Amor me deu asa
Tenho Paz dentro de mim!

Gastão Ferreira

Nenhum comentário: