sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

O MENINO JESUS


O MENINO JESUS

O padre pedófilo emocionou-se ao falar sobre o Menino Jesus. O significado da natividade, a dádiva divina a humanidade carente de valores morais, da inocência contida no olhar de uma criança, da necessidade de protegê-la contra as maldades da vida, dos vícios e da degradação.
Os fiéis seguravam as lágrimas furtivas. O corrupto sorriu:-“ Vou passar “na casa da sopa” e deixar alguns trocados.”Esquecido que tal casa só existia porque pessoas iguais a ele rapinavam o que poderia ser utilizado para gerar novos empregos e melhorias sociais.
O assassino que há uma semana matara um pai de família pediu ao Menino Deus que protegesse seus filhos contra as vicissitudes da vida, que também não permitisse a falta de saúde para que pudesse alimentá-los e amá-los. Não passava por sua cabeça que nesse momento outros filhos, por sua causa, sentiam a falta de um pai.
O ladrão que na calada da noite assaltara e barbarizara uma família levando as economias de uma vida inteira de sacrifícios, pedia ao Menino paz e prosperidade, enquanto a família assaltada completamente apavorada estava tendo um péssimo final de ano.
A mocinha doidivana que recentemente fizera um aborto clandestino também se emocionou:- “Como era lindo o filho de Maria e José! Que criança feliz! Que grande missão estava destinada a cumprir.” Esquecida de que o filho abortado igualmente viria com uma bela missão de aprendizado e que por sua culpa fora interrompida.
As mães pediam saúde, a possibilidade de nunca faltar alimentação, que os filhos crescessem alegres e que fossem felizes em suas escolhas perante a vida. Que fossem honestos, que respeitassem os semelhantes, que se tornassem cidadãos úteis a sociedade e que realmente entendessem e vivenciassem a mensagem que o Menino Deus trazia ao mundo.
A imagem do Menino em seu altar irradiava paz. Todos estavam comovidos, seus pensamentos e pedidos chegavam ao coração de Jesus, que tudo via tudo sabia e na infinita bondade da criação uma lágrima de puro amor rolou por sua face:- Meus filhos! Minhas crianças, espinhos de minha coroa, peso de minha cruz!... Oh! Pai... Tenha piedade de todos nós.

Gastão Ferreira

Nenhum comentário: