quinta-feira, 26 de novembro de 2009

INDIFERENTE


INDIFERENTE

Indiferente ao anseio
De quem não pode sonhar
O Amor planta e semeia
Olhando a vida a passar.

Tudo depende da terra
Para o fruto germinar...
Mesmo no peito da fera
O Amor tem seu lugar...

As pessoas egoístas
Só enxergam o seu eu
E adoram serem vistas
Como se fossem um deus!

Mesmo assim o Amor chama
Mostra o caminho a seguir...
Quem a si mesmo não ama
Não pode Amor repartir...

Há uma estrada que leva
Por entre o bem e o mal.
Pode ser de luz ou treva
Você escolhe o final...

Gastão Ferreira/2009

Nenhum comentário: