quarta-feira, 18 de novembro de 2009

GUIA TURÍSTICO


GUIA TURÍSTICO

Bom dia caro visitante fui indicado pelo conselho turístico municipal para acompanhá-lo gratuitamente nesse breve passeio por nossa bela cidade. Somos famosos por preservar nosso patrimônio histórico, num local secreto estão guardados a sete chaves nossos velhos chafarizes que enfeitavam as praças onde a população dos séculos anteriores retirava a água diária. Os pelourinhos tinham vários, estão todos seguros e as visitas suspensas para evitar contaminar peças tão valiosas. Os gradis, enfeites e moveis dos centenários casarões que por motivos alheios a nossa vontade sofreram excessivo desgaste por causas naturais, juntamente com as estatuas de bronze, as placas comemorativas, os ídolos antropomórficos, as urnas funerárias indígenas, moendas das antigas fazendas, santos, sinos, objetos sacros, relíquias de um passado cantado em prosa e verso, enfim todo um passado cultural de centenas de anos está em lugar seguro, longe dos olhos gulosos de colecionadores venais e a salvo.
Note que todos os nossos casarões possuem uma placa explicativa com data de construção e o nome da família patromínica, as calçadas mantêm as pedras originais e no entorno da praça principal todas as casas são anteriores ao século XIX e até mesmo fizemos questão de preservar a grafia original no nome dos estabelecimentos comerciais, não estranhe se notar várias pharmacias na praça.
Num local especial mantemos os centenários arquivos da época do império, tivemos dezenas de jornais nos diferentes períodos históricos, estão todos preservados e cópias digitalizadas poderão ser consultadas... São como uma viajem no tempo e causa de nosso orgulho.
Peço desculpas caso tenha lido um ou dois jornais da atualidade, nossos jornalistas adoram denegrir tanta perfeição, em sua maldade gratuita vêem casarões deteriorados, sem portas e janelas, telhados desabando, placas rapinadas, estátuas desaparecidas misteriosamente, navios abandonados, nem aos mortos dão sossego, pois agora estão afirmando que anjos foram roubados do cemitério.
Esses detratores, filhos ingratos, cuspidores no prato que comem nada entendem de cultura, de humildade, bondade, de honestidade, bando de mal resolvidos, inúteis, crápulas, corruptos, nada sabem... Veja nosso último monumento, essa belíssima peça em mármore italiano, um Carrara legítimo, caríssimo... Custou os olhos do povo, representa uma ara sagrada e eles, os jornalistas, a chamam de churrasqueira e ainda por cima de churrasqueira papal por causa da cruz. Ora me poupem! Gentalha ignorante que nada entende de arte! Moleques que não merecem a cidade que tem e que não dão valor ao que realmente merece ser preservado! O passeio acabou! Ah! Meus sais. Fui!

Gastão Ferreira

Obs. – Esse texto é ficção e nada tem a ver com a realidade... Nossa bela cidade agora é parte do Patrimônio Histórico Nacional. Os jornalistas que me perdoem as duras palavras, mas ficção é ficção.

Um comentário:

Ana disse...

Parabéns meu amigo esse texto diz muito a respeito do descaso de muitos com realaçao a cidade onde vive o que é uma pena.
Essa bandeira não devia ser só sua deveria ser um estandarte de todosdesta linda cidade.