sexta-feira, 30 de outubro de 2009

UMA NOBRE VISITA



UMA NOBRE VISITA

A Princesa do Litoral passou novamente pela cidade. Dessa vez chegou de barco, o qual ancorou atrás do CITUR:- Meu Bonje!Josephus, que pobreza, veja os guarda carros municipais... Tão mal vestidos.
- Esses não são guarda carros Majestades! São mendigos que estão prestando um belo trabalho comunitário, protegem os veículos de assaltos e vandalismos...
- O quê? Já temos isso nessa cidade pacata!
- Ainda não! Mas os proprietários das conduções não sabem...
- Mas Josephus! Sujinhos assim não vão afastar os turistas?
- Que turista majestade? Faz um bom tempo que por aqui só aparece meia dúzia de gatos pingados...
- Meu Bonje! Onde foram parar os turistas?
- Por incrível que pareça em Cananéia...
- O quê? Foram para aquela cidadezinha onde dizem que nem o vento presta...
- Pois é! Ela está recebendo muitos turistas... Ruas limpas, bem arborizadas, segurança e bons preços...
- Você deve estar enganado! Vamos até a praça da matriz.
- Vamos devagar majestade... Aprecie o passeio... Não se canse... A senhora vai fazer 471 anos em dezembro...
- Veja Josephus! Você estava enganado, os hotéis estão lotados, tem pessoas dormindo até na calçada...
- São pedintes majestade! Toda a semana aparece mais alguns...
- Meu povo continua generoso, adora alimentar quem não gosta de pegar no pesado...
- Não fale tão alto majestade! Vá que ouçam e pensem que seja uma carapuça, vai sobrar para a senhora...
- Josephus! Meu coreto! Que aconteceu com meu amado coreto?
- Calma majestade! Para tudo existe uma explicação. Seu coreto foi destruído...
- Isso eu já reparei! Mas como? Caiu um raio encima?
- Não Majestade! Sua cidade agora faz parte do patrimônio histórico nacional...
- Oh! E o velho coreto não fazia parte da praça?
- Sim! Mas não pertencia ao período tombado...
- Mas Josephus! Os nomes na placa também não pertencem ao tal período... Olhe aquele nome ali... Eu conheço... Eu conheço.
- Majestade! Vai sobrar para mim... É melhor sairmos da praça...
- Nem pensar! Vou imediatamente me queixar ao Bonje e resolver esse problema...
- Majestade! Tenho uma péssima notícia a vos dar...
- Pior do que o fim do coreto? Pior do que esses sem tetos e sem banhos dormindo nas laterais do templo? Pior do que o lixo no lagamar? Pior do que a falta de turistas? Pior do que a falta de perspectiva que noto no rosto dos cidadãos? Pior do que essas velhas árvores peladas? Ora Josephus! Me poupe...
- Majestade! O Bonje foi embora...
- Oh! Não... Não... Não!
- Majestade! Majestade!... Desmaiou.

Gastão Ferreira

Nenhum comentário: