sexta-feira, 18 de setembro de 2009

MEU MAPA


MEU MAPA

Pelas muitas madrugadas
Pelo tanto que vivi...
Por ermos e por estradas,
Terras que eu nunca vi...

Fui percorrendo a vida
Como bom navegador.
Com minha alma vestida
De poeta e sonhador...

Estas marcas são espinhos
Das lições que eu aprendi!
Andei por tantos caminhos
Onde sempre me perdi...

Resolvi fazer um mapa
Desses lugares fatais...
Se do mundo levei tapa
Agora... Não levo mais!

Gastão Ferreira

Nenhum comentário: