domingo, 23 de agosto de 2009

MEU MUNDO


MEU MUNDO

O mundo era grande
Nele cabiam caravelas
Sonhos, especiarias...

Tratado de Tordesilhas
Muitas capitanias
Hereditárias sim senhor!

Era vasto o mundo
E o homem tão criança
Cheio de esperanças...

Televisão, computador!
O mundo encolheu...
Virou uma ratoeira.

Meu mundo? Minha casa
Com grades no portão
Com medo do ladrão!

Gastão Ferreira/Iguape

Nenhum comentário: