terça-feira, 28 de julho de 2009

O "TU DA DÉTE"



O “TU DA DÉTE”

Na cidade de Serra Negra, sudoeste do estado do Paraná. Toby o cachorro de seu Onofre desaparecera. Ninguém viu como o fato sucedeu. É sabido que tais animais só entendem um único idioma humano, tanto é verdade que os donos de cães condutores de cegos, para utilizarem de seus serviços, aprendem a língua original em que o cão foi ensinando a interagir com os homens.
Toby foi criado por seu Onofre desde filhote, a única pessoa que ele realmente entendia. Seu Onofre morava em um sitio e Toby foi adestrado na arte da caça e captura de animais silvestres, era um exímio caçador, e todos na cidade de Serra Negra conheciam suas façanhas e encomendavam suas caças prediletas a seu Onofre. Bastava seu Onofre falar o nome do animal e Toby corria para a mata e sempre voltava com a caça capturada.
Seu Onofre, um pequeno sitiante, que todo o domingo deslocava-se de sua propriedade até a feirinha rural a fim de comercializar seus produtos orgânicos, possuía um pequeno problema fonético, era fanho. Eis o motivo pelo qual Toby era o único ser vivo que corretamente entendia seu linguajar.
Naquele domingo seu Onofre estava desesperado, sua mascote, seu amigo canino havia desaparecido no percurso entre o sitio e a cidade de Serra Negra. Seu Onofre colocara Toby na carroceria de seu veículo e dirigira-se a feirinha, mas chegando a seu destino Toby desaparecera. Toby não estava junto às mercadorias das quais era o guardião.
Seu Onofre entrou em pânico:- Toby! Toby? Gritava com os velhos olhos rasos de água. Nem pensou duas vezes, foi refazer o trajeto e tentar encontrar seu adorado cão.
Os amigos de seu Onofre, os fregueses de seus produtos e compradores de suas caças, comentavam entre si o ocorrido:- Toby fora seqüestrado? Pediriam resgate por tão nobre cão? Será que foi morto por assaltantes de beira de estrada ao defender as mercadorias? Capturado por um disco voador para estudos extraterrestres?
Estavam nessa lenga, lenga, quando notaram a aproximação do carro de seu Onofre, e de seu lado, um feliz e molhado Toby!Correram ao encontro de seu Onofre e alguém perguntou:- O que aconteceu para Toby estar assim todo molhado? Seu Onofre, fanhoso explicou com uma única frase:- Aíu no tu da déte!
Tu da déte! Seu Onofre que bicho é esse? Aele buiaco qui teim na aveinida... O tu da Déte!
O pessoal entendeu e caiu na risada e desde esse dia a grande obra de engenharia na avenida principal da cidade de Serra Negra foi apelidada de “O tu da Déte”. Ah seu Onofre! Somente um fanhoso para dar um nome tão condizente com o mal afamado Escoador Horizontal a Céu Aberto de Águas Pluviais, nome técnico e politicamente correto para o popularesco “Tu da Déte”! Serra Negra agradece.

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/2009

Obs.:- Serra Negra não existe. O “Tu da Déte” não existe. Seu Onofre não Existe e ufa! Toby não existe. Esse texto é pura ficção.

Nenhum comentário: