terça-feira, 21 de julho de 2009

A MENSAGEM DO NAUFRAGO


A MENSAGEM DO NAUFRAGO

Domingo fui até a praia. Caminhava pelas areias quando tropecei numa garrafa trazida pelas ondas do mar. Dentro uma folha de papel. Curioso, abri a garrafa e li o texto:
- Estou numa ilha deserta, cercada por tubarões famintos. Não tenho como escapar por meus próprios meios. Por favor, help, per favore! Quem estiver lendo essa breve mensagem venha salvar-me que será bem recompensado.
Primeiramente descubra em que ilha estou, pois tudo o que vejo é mar. Desculpa! É óbvio. Uma ilha é um pedaço de terra cercada por água
por todos os lados. Posso confirmar que a descrição é correta.
Tenho dinheiro lavado em uma conta secreta em Pariquéra. Escolhi esta cidade por acreditar que todos pensam que dinheiro obtido por meios ilícitos é levado para a Suíça. A grana não é suja, fique tranqüilo, foi lavada e secada antes de ser por mim depositada.
Aqui na ilha não estou totalmente a sós. Encontrei um macaco problemático, creio que foi exilado nesse local devido a seu estranho comportamento. Não conte para ninguém, aliás, isso nem interessa, ele é tarado. Como dependo dele para apanhar cocos, estou consciente dos riscos e tudo que padeço é para sobreviver. Nem devia ter contado isso, mas como não tenho borracha para apagar, faça de conta que não leu.
Esse macaco demoníaco pensa que sou a cereja do bolo, uma Messalina sempre disposta a todas as libidinagens que só um símio selvagem e bestial pode concretizar. Nunca imaginei suportar tudo o que agüento sorrindo, mas o monstro, digo macaquinho, não gosta de me ver choroso e assim compartilho mudo, ele não entende português,toda a sua descarada e sensual devassidão.
Caro banhista! Se a garrafa foi levada pelas ondas do mar, então será encontrada em uma praia, por isso estou me dirigindo a sua pessoa como banhista. Caso você me resgatar será bem recompensado. Que tal dez mil reais? Palavra de naufrago! Caso traga uma jaula e conseguir levar o macaco, dar-lhe-ei quinhentos mil reais. Palavra de apaixonado.
Vou jogar essa garrafa ao mar, o macaco já está nas preliminares e se mostra tremendamente sacana e mau quando não lhe dou a devida atenção.
Obrigado

Obs. - Não esqueça a jaula.

Cada coisa que a gente encontra em beira de praia. Tantos fatos estranhos ali acontecem. Eu hem!

GASTÃO FERREIRA/2009

Nenhum comentário: