quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

SERESTEIRO


SERESTEIRO

POR AQUI EU TE ENCONTREI,
POR AQUI, POR ESTA RUA!
A RUA ESTÁ DIFERENTE...
SERÁ DE SAUDADES TUA?

FOI POR AQUI QUE EU TE VÍ,
NA TARDE MANSA A PASSEAR
E DESDE ENTÃO ME PERDÍ
NO ESPÊLHO DE TEU OLHAR...

OS QUE TE AMARAM, ACASO,
AÍNDA LEMBRAM DE TÍ?
OU SERÁ FEITO UM DESCASO,
SÓ EU QUE NÃO ESQUECÍ?

DIZEM QUE TODOS SE FORAM
OS QUE TE QUERIAM BEM
E FICASTES SÓ, NA ESTRADA,
SEM AMIGOS, SEM NINGUÉM!

MAS ESTA É A MESMA RUA
MESMA CASA, MESMO CHÃO
E NO CÉU A MESMA LUA
QUE ESPIOU NOSSA PAIXÃO!


GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/2009

2 comentários:

carolina disse...

Adorei esse poema ! A cada leitura que eu faço em suas obras, sopreendo-me mais e mais .... Com seu talento e vocação... Amanhã estarei aqui lendo mais e mais por favor não pare de escrever tá ;0) mil beijos e muitas felicidades ...
Te amo amigo !

carolina disse...

Surpreendo-me ! rsrsrsrsrs ! Desculpe pelo erro de digitação !