terça-feira, 9 de dezembro de 2008

VERDADEIRO AMOR


VERDADEIRO AMOR

O verdadeiro amor
Há de chegar...
Talvez no carnaval
Talvez não chegue nunca
Mas vou esperar...

O verdadeiro amor
Pode tardar...
Mas nunca falha
É tiro e queda...

O verdadeiro amor
Arde como chama.
Vem sem informar
Deita na cama...

O verdadeiro amor
É o que persiste...
Que aguarda e resiste
Ora!... O verdadeiro amor
Não existe!

GASTÕ FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: