terça-feira, 9 de dezembro de 2008

VENTO


VENTO

Por trás da máscara
Espio tudo...
Tiro da vida
Cada segundo...

Por trás dos olhos
Espelhos mudos...
Marco o compasso
E filmo tudo.

A alma aflita
Cala e consente
Por vezes grita
Por vezes sente

Dentro do corpo
Alma namora
Fluindo vida
Pastam os sonhos

É tudo espera
No mar do tempo
A dor me agride
O resto é vento...

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: