terça-feira, 9 de dezembro de 2008

UM POUCO


UM POUCO

De tudo ficou um pouco...
Do teu riso, do teu cheiro
Um pouco do teu silêncio
Do teu olhar tão faceiro...

Ficou um pouco das falas
Filmes... Olhares, canção.
Retratos não revelados...
Um pouco de incompreensão

Dos bares clubes cantinas
Noites quentes de verão,
Ciúmes... Sustos, sorrisos,
... Afagos no coração...

São coisas que não entendo!
... Se de tudo fica um pouco,
Por certo... Também ficou
Um pouco de mim... Em ti?

Eu sei... Fui eu que vivi
Esse sonho em desalento.
E só passei por tua vida...
Como passa a brisa, o vento!


GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: