segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

TRILHAS


TRILHAS

Eu só na janela
A vida parada
O tempo passando
Correndo pro nada

Os meus grandes planos
Morreram de tédio
Pois todos os sonhos
São sonhos... Mais nada.

São tantos tropeços
Na longa jornada
Caminhos de pedras
Levando pro nada...

São tantos desvios
São tantas estradas
Milhares de trilhas
Levando pro nada!

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: