quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

PRAÇA DA MATRÍZ


PRAÇA DA MATRÍZ/IGUAPE

Pela praça passam todos
O turista e o morador...
Passa o diabo fantasiado
Passa Cristo em seu andor

Pela praça passa o pobre
Passa o rico e o pescador
Passa vento passa chuva,
Passa o santo e o pecador

Passa a saudade lembrando
Dos que ali já passaram...
Passa fantasma esquecido
De amores que naufragaram

Passa o riso e a incerteza
Passa o padre e o pastor.
Passa a feiúra e a beleza
Passa o mudo e o cantor.

Te amo Iguape querida...
Entre o choro e o sorrir
Jamais serás esquecida
Enquanto vida eu sentir

Te amo minha cidade
Com amor puro e valente
Aqui a felicidade...
Afaga a alma da gente...

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: