terça-feira, 9 de dezembro de 2008

POETA




POETA

Nos sonhos desse menino
As dores viram canção
Que o vento do destino
Espalha de mão em mão...

O amor passa e semeia
Os sonhos brotam do chão
As ondas quebram na areia
E as dores viram canção...

Tanta luta... Tanta guerra
Em meio a incompreensão
Quem sabe guarda e espera
E as dores viram canção...

Tanto amor em desatino
Tantas procuras em vão,
Na vida desse menino...
As dores viram canção!

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: