terça-feira, 9 de dezembro de 2008

MUITAS MENTIRAS


MUITAS MENTIRAS


MEUS VERSOS SÃO CARAVELAS
MINHAS PORTAS E JANELAS...
MINHA FORMA DE VIAJAR.

NO MEU VERSO SENTIMENTO
É CÓPIA DO TEU TORMENTO
QUE NÃO ME QUERES CONTAR

TENHO EM MIM A FANTASIA
A TRISTEZA, A NOSTALGÍA
NUMA ALMA A TRANSBORDAR

QUANDO CHORO OU LAMENTO
SÃO DAS DORES QUE INVENTO
PARA MAIS FÁCIL CANTAR...

É MENTIRA? É VERDADE?
PERGUNTA A TUA SAUDADE
QUANDO TE VIER VISITAR...

COMO DISSE OUTRO VATE;
- O POÉTA É UM FINGIDOR
DAQUILO QUE ELE SENTE...

EM MEUS VERSOS SOU ESPÊLHO
QUE REFLETE A VERDADE
DA MENTIRA QUE SOU EU!


GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: