terça-feira, 9 de dezembro de 2008

MEU DESTINO


MEU DESTINO

O destino me encontrou quando nasci
Brincou... Zombou... Cresceu comigo...
Vimos um no outro um inimigo
Desde aquele momento em que surgi.

Somos dois mundos... Duas feras
Enjauladas no carma que criei...
Dois seres prisioneiros das esferas
Dos atos, das ações que pratiquei.

Somos dois guerreiros insaciáveis
Dois demônios sedentos de emoção
Talvez dois errantes miseráveis...

Soluçando pedidos de perdão...
Ou duas almas gêmeas inseparáveis
Vivendo e dividindo um coração...

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: