terça-feira, 9 de dezembro de 2008

A MARCA DO PASSADO


A
01
MARCA

DO

PASSADO




PEÇA DE TEATRO AMADOR



AUTOR: GASTÃO FERREIRA





PERSONAGENS:- BARONEZA DA BARRA DA RIBEIRA MAIOR
-SHEILA (VIÚVA/SOBRINHA DA BARONEZA)
-TATIANA (FILHA DE SHEILA)
-DINÁ (EMPREGADA DE CONFIANÇA DA BARONEZA)
-JOSÉ SILVA JUNIOR (DETETIVE PARTICULAR)
-JOSÉ SILVA (PAI DO DETETIVE)
-MARIA SILVA (MÃE DO DETETIVE)
-VENDEDORA DA AVON

02
A MARCA DO PASSADO








NUMA MANSÃO, CERCADA DE TODO O CONFORTO, ENVELHECE
TRAUMATIZADA A SENHORA BARONEZA DA BARRA DA RIBEIRA MAIOR. TEM CRISES QUE
DEIXAM-NA SEMI-PARALIZADA.
A PROCURA DO FILHO RAPTADO AÍNDA CRIANÇA A DEIXOU COM
SEQUELAS GRAVÍSSIMAS, MAS É O ÚNICO MOTIVO QUE A MANTÉM VIVA.
SOFRE PRESSÃO DA FAMÍLIA QUE QUER OS SEUS INÚMEROS BENS,
UMA SOBRINHA VIÚVA E UMA NETA ADOLESCENTE APROVEITANDO-SE DA DOENÇA DA
IDOSA MILHONÁRIA MUDAM-SE PARA SEU PALACETE NA TENTATIVA DE SE TORNAREM
HERDEIRAS.
CUIDAM DA SENHORA BARONEZA UMA EMPREGADA E UM DETETIVE
PARTICULAR, CUJA MISSÃO É DESCOBRIR O PARADEIRO DO FILHO DESAPARECIDO.




CENÁRIO (I):- SALA DE ESTAR DA SENHORA BARONEZA

CENÁRIO (II):- SALA DA CASINHA DE JOSÉ E MARIA




03
ATO- I(NUMA SALA- BARONEZA AO LADO DE UMA CADEIRA DE BALANÇO E DE UMA
MESA COM UM VASO DE FLÔRES CONVERSA COM O DETETIVE PARTICULAR)

BARONEZA - E ENTÃO SENHOR DETETIVE JOSÉ JUNIOR! COMO ANDAM AS INVESTIGAÇÕES
A CERCA DO PARADEIRO DE MEU FILHO E HERDEIRO JOSÉ EDUARDO, BARÃO
DA BARRA DA RIBEIRA MAIOR?
DETETIVE - SENHORA BARONEZA! A ÚLTIMA PISTA QUE SEGUIAMOS É FALSA... PARECE
QUE SEU FILHO NÃO FOI LEVADO PARA O EXTERIOR...
BARONEZA - SENHOR DETETIVE JOSÉ JUNIOR! TENHO A MÁXIMA URGÊNCIA EM
DESVENDAR ESSE MISTÉRIO QUE TANTO TEM CONSUMIDO MINHA SAÚDE.
MINHA SOBRINHA SHEILA AGUARDA ANCIOSA MINHA PRÓXIMA CRISE PARA
ENTRAR COM UMA AÇÃO RECLAMANDO PARA SÍ O TÍTULO DE BARONEZA E
A TOTALIDADE DE MINHA IMENSA FORTUNA... NÃO TENHO MAIS TEMPO!...
OU 0 SENHOR DESCOBRE O PARADEIRO DE MEU FILHO OU TUDO ESTARÁ
PERDIDO PARA MIM!
DETETIVE - PEÇO NOVAMENTE CALMA! SENHORA BARONEZA ESTAMOS FAZENDO O
POSSÍVEL E O IMPOSSÍVEL PARA LEVANTARMOS PISTAS DO RAPTO DO
PEQUENO EDUARDO...
BARONEZA -NÃO ME PEÇA PARA RECORDAR NOVAMENTE TODO AQUELE HORROR...
O LADRÃO ATIRANDO EM MEU MARIDO!...DEPOIS PEGANDO DA CAMINHA
MEU PEQUENINO FILHO!...NÃO!...EU NÃO QUERO RECORDAR... EU NÃO VOU
RECORDAR... NÃÃÃO!...(COMEÇA A TORCER-SE TODA E CAI EM APATÍA)
DETETIVE -DONA SHEILA?...DONA SHEILA!...VENHA RÁPIDO!...


ENTRA SHEILA


SHEILA -A TERRÍVEL CRISE VOLTOU!...O QUE ACONTECEU?

DETETIVE -ESTAVA TENTANDO RECONSTITUIR A CENA DO RAPTO DE SEU PRIMO...
SHEILA -TODA A VÊZ QUE TITIA TENTA RECORDAR TEM ESSES EXTRANHOS ATAQUES
...ELA É TRAUMATIZADA COM O FATO... FICARÁ ASSIM POR DIVERSOS DIAS...
ALIAS DETETIVE! ACHO UM DESPERDÍCIO DE TEMPO E DINHEIRO ESSE SEU
TRABALHO... VOU PROCURAR A JUSTIÇA E IMPEDÍ-LO DENTRO DA LEI!
DETETIVE -SE EU FÔSSE A SENHORA, NÃO FARIA ISSO! A SENHORA BARONEZA TOMOU
SÉRIAS PROVIDÊNCIAS A RESPEITO... QUALQUER AÇÃO SUA NA JUSTIÇA E
TODA A FORTUNA DA BARONEZA IRÁ PARA UMA FUNDAÇÃO DE AUXÍLIO
AOS DESAPARECIDOS...
SHEILA -MAS QUE LOUCURA!...COMO ELA CHEGOU A TANTO?
DETETIVE - CASO A SENHORA BARONEZA VENHA A FALECER SEM ENCONTRAR O FILHO
RAPTADO... ADEUS FORTUNA!
SHEILA - SENHOR DETETIVE!...SERÁ QUE NÃO DARIA PARA CONTRATARMOS ALGUÉM
QUE SE PASSASSE POR ESSE FILHO?
DETETIVE - PARECE QUE ESSE MENINO TINHA UM SINAL PARTICULAR QUE SÓ ELA SABE!
SHEILA - PRECISAMOS DESCOBRIR QUE SINAL É ESSE!
DETETIVE -ESSE ASSUNTO NÃO DEVERIA SER TRATADO FRENTE À SENHORA BARONEZA...
SHEILA - QUANDO ELA ESTÁ EM CRISE, SEGUNDO OS MÉDICOS, NADA VÊ... 04
NADA SABE... NADA ENTENDE. POR ISSO PODEMOS FICAR A VONTADE
E SEM CORRERMOS RISCOS...
DETETIVE - E QUAL É O SEU PLANO?
SHEILA - ARRANJAR UM QUALQUER POR AÍ, QUE SE FAÇA PASSAR POR EDUARDO
HENRIQUE...
DETETIVE -ISSO NÃO É DIFÍCIL!...TENHO UM AMIGO QUE PODERIA AUXILIAR!
SHEILA - PODEMOS ENTÃO LEVAR O PLANO AVANTE?
DETETIVE -QUE TAL 50% DA FORTUNA?
SHEILA - O QUE? VOCE ESTÁ LOUCO?...50% DA IMENSA FORTUNA DA TITIA... NUNCA...
QUEM SABE 30%?
DETETIVE - 50% OU NADA FEITO!...AÍNDA POSSO CONTAR QUE DESCOBRI SEU PLANO
DIABÓLICO PARA COM A SENHORA BARONEZA...
SHEILA - ELA JAMAIS ACREDITARIA NO SENHOR! ELA ME VÊ COMO A SOBRINHA
AGRADECIDA E AMOROSA...
DETETIVE - ESTAMOS EMPATE!...OU 50% OU TODA A HERANÇA IRÁ PARA A FUNDAÇÃO
DE AUXÍLIO AOS DESAPARECIDOS!
SHEILA - DETETIVE!...PONHA NOSSO PLANO EM AÇÃO!... MELHOR 50% DA FORTUNA
DO QUE NADA...
DETETIVE - COM SUA PERMISSÃO! FUTURA BARONEZA DA BARRA DA RIBEIRA MAIOR...
VOU CUIDAR COM TODO O CARINHO DESSE ASSUNTO...


(SHEILA FICA SOZINHA COM A BARONEZA)


SHEILA -ATÉ QUE ENFIM A SORTE VAI SORRIR PARA MIM!...ADEUS DINHEIRINHO
CONTADO!...ADEUS CONTA EM ATRAZO!...PARIS ME AGUARDA!...QUANTO
A ESSE DETETIVEZINHO?...EU TEMBÉM TENHO OS MEUS TRUQUES... ANDEI
REMEXENDO NO QUARTO DELE E DESCOBRI MUITAS COISAS QUE ELE NEM
SONHA QUE ALGUÉM POSSA SABER... TALVEZ UM ATROPELAMENTO NO
MOMENTO CERTO E BÁU... BÁU PARCEIRO!...QUANTO A VOCE?...QUERIDA
TITIA!...LOGO... LOGO... ESTARÁ NO INFERNO... RÁRÁRÁRÁ... (SAI).


( ENTRA A EMPREGADA DINÁ)


DINÁ - COITADA DA SENHORA BARONEZA!...TÃO RICA! TÃO INFELÍZ... NUMA NOITE
ALGUÉM ENTROU EM SEUS APOSENTOS PARTICULARES... MATOU O JOVEM
SENHOR BARÃO E RAPTOU JOSÉ EDUARDO HENRIQUE, O HERDEIRO!...SEU
ÚNICO FILHO. A BARONEZA TRAUMATIZADA FICOU MESES ENTRE A VIDA E
A MORTE... SUA SOBRINHA SHEILA, VIÚVA E SEM TER ONDE CAIR MORTA,
VEIO COM A FILHA PEQUENA TOMAR CONTA DA MANSÃO... ABUSOU
DE TUDO... QUANDO A SENHORA BARONEZA RETORNOU DA CRISE, PÔZ DONA SHEILA NO DEVIDO LUGAR,MAS, ELA ATÉ HOJE NÃO PERDEU A
ESPERANÇA DE TORNAR-SE A HERDEIRA UNIVERSAL DOS BENS DA
BARONEZA... A FILHA DE DONA SHEILA!...DONA TATIANA, É UMA MOÇA
PURA E INGÊNUA...


(ENTRA TATIANA)
TATIANA - FALANDO SOZINHA? DINÁ! 05
DINÁ -NÃO!...ESTOU ESPANANDO OS MÓVEIS DA SALA DA SENHORA BARONEZA...
TATIANA -POBRE TITIA!...QUE DÓ!... FICARÁ DIAS ASSIM... POBRE TITIA!...VÁ DINA!...
FAÇA UMA SOPINHA... PARECE QUE ELA ESTÁ COM FOME!...


(SAI DINÁ)


TATIANA - VELHA PODRE!...POR QUE NÃO MORRE LOGO?... EU COMO FILHA DA ÚNICA
HERDEIRA, UM DIA SEREI A BARONEZA DA BARRA DA RIBEIRA MAIOR!...
ENTÃO? ENTÃO O MUNDO VAI ME CONHECER!...QUERO TER TODOS AOS
MEUS PÉS!...BOM DIA! SENHORA BARONEZA... COMO VAI? SENHORA
BARONEZA!...E EU ALI!...OLHANDO POR CIMA... COMO DEVE OLHAR TODO
O SER SUPERIOR!...AH!...VELHA INÚTIL! VÊ SE MORRE LOGO... (DÁ UM TAPA
NO ROSTO DA BARONEZA)...


(ENTRA SHEILA)


SHEILA - QUE LINDO!...A FILINHA FAZENDO UM CARINHO NA TITIA...
TATIANA - TADINHA MAMÃE!...EU ESTAVA AQUI FAZENDO UMA ORAÇÃO... PEDINDO
PELA SAÚDE DELA... TOMARA QUE FIQUE BOA LOGO!...TADINHA!
SHEILA - AH FILINHA!...COMO VOCE É SENSÍVEL... PURA... DE CORAÇÃO TÃO
SINCÉRO!... NÃO SE PREOCUPE TANTO!...TITIA É FORTE E VAI SUPERAR
MAIS ESSA CRISE.
TATIANA - TOMARA MAMÃE!...EU ADORO TITIA!
SHEILA -MEU TEZOURO!... MAMÃE VAI PREPARAR SEU LANCHINHO PREFERIDO,
FIQUE FAZENDO COMPANHIA PARA TITIA...


( SAI SHEILA)


TATIANA - VELHA CAQUÉTICA!...TITIA QUERIDA?...MAMÃE É UMA SIMPLÓRIA, SE
SOUBESSE DOS MOTÉIS QUE CONHEÇO!...DAS MINHAS AMIZADES!...
DAS MINHAS FUGAS NOTURNAS... SE SOUBESSE QUE SOU EU QUEM
AFANA AS JÓIAS DA BARONEZA... AH... AH... AH... EU A PURA!...EU A
INGÊNUA E TÍMIDA TATIANA!...ESSE VENENINHO NA SOPA? E ADEUS!...


(VOLTA DINÁ)


DINÁ - DONA TATIANA! A SOPINHA DA SENHORA BARONEZA...
TATIANA -PODE DEIXAR DINÁ! EU MESMA A SERVIREI...
DINÁ -DONA TATIANA! AS ORDENS DA SENHORA BARONEZA FORAM CLARAS,
SÓ EU POSSO ALIMENTÁ-LA!
TATIANA - AH DINÁ!...VOCE TRABALHA TANTO!...DEIXA-ME FAZER POR VOCE?
DINÁ -TUDO BEM!...EU SEI QUE A SENHORA A AMA DE VERDADE... VÁ DANDO
A SOPINHA ENQUANTO VOU BUSCAR O REMÉDIO... (SAI DINÁ) 06
(TATIANA PÕE O VENENO NA SOPA E TENTA FORÇAR A BARONEZA A TOMAR)


TATIANA -ABRA ESSA PORCARIA DE BOCA!...TOMA LOGO E MORRA INFELÍZ...
(O PRATO CAI)... MELHOR ASSIM!...TENTAREI NOVAMENBTE E
DEIXAREI DINÁ DAR A SOPA, ASSIM POSSO ALEGAR QUE ELA MATOU
A BARONEZA PARA ROUBAR AS JÓIAS...


(VOLTA DINÁ)


DINÁ - O QUE ACONTECEU?
TATIANA - A SENHORA BARONEZA NÃO QUIS A SOPA... ACHO QUE NÃO ESTÁ
COM FOME!...
DINÁ -MAS DESDE ONTEM QUE ELA NÃO SE ALIMENTA!...
TATIANA - ENQUANTO VOCE LHE DÁ O REMÉDIO IREI ATÉ A COZINHA PREPARAR
MAIS UM PRATO DE SOPA...
DINÁ - NÃO SE PREOCUPE! DONA TATIANA... EU MESMA VOU BUSCAR A SOPA...
TATIANA - EU VOU DINÁ!...TITIA NECESSITA SE ALIMENTAR BEM... VOU CAPRICHAR
NESSA SOPINHA... EU QUERO TANTO VÊ-LA BOA LOGO!...(SAI TATIANA).
DINÁ - DONA TATIANA É TÃO GENEROSA!...NÃO É COMO A MÃE! MESQUINHA!
MÁ! ARROGANTE!...COMO ELA É PURA!...DESPREENDIDA!...QUE ALMA
BOA!...VOU AJUDÁ-LA NA COZINHA...


(SAI DINÁ) (ENTRA SHEILA)


SHEILA - COMO FUI TOLA EM TER CONFIADO NAQUELE DETETIVE... AGORA ESTOU
COM AS MÃOS AMARRADAS!...MAS FALEI COM ALGUNS AMIGOS... HOJE
MESMO ELE SERÁ ATROPELADO... E ENTÃO, EU PROPRIA LEVAREI O
PLANO AVANTE E NINGUÉM JAMAIS SABERÁ!...


(ENTRA O DETETIVE)


DETETIVE - QUE BOM ENCONTRÁ-LA SHEILA!
SHEILA - DONA SHEILA!
DETETIVE - SOMOS SÓCIOS!...ESQUECEU?
SHEILA -E COMO VAI O PLANO?
DETETIVE -MEU AMIGO QUER 80%%... É MUITO ARRISCADO. O PLANO ENVOLVERÁ MAIS
MAIS PESSOAS... PODEMOS TODOS TERMINAR NA CADEIA!...
SHEILA - VOCE PENSA QUE EU SOU QUÊ? UMA TONTA? UMA BOBA?
DETETIVE - OLHA SHEILA! É PEGAR OU LARGAR... PARA UM PÉ RAPADO COMO VOCE
20% DOS BENS DA BARONEZA JÁ SÃO MUITO...
SHEILA - PÉ RAPADO EU?...EU? QUE NASCI NUMA FAMÍLIA DE NOBRES. E O SENHOR
QUE ABANDONOU A MINGUA UM PAI E UMA MÃE?
DETETIVE - COMO A SENHORA SABE DISSO?
SHEILA - ANDEI VASCULHANDO SEUS PERTENCES... JOSÉ SILVA JUNIOR!...
DETETIVE -SUA VACA!...AGORA SABE OS MEUS SEGRÊDOS... 07
SHEILA -E QUE SEGRÊDOS! A POLÍCIA FICARIA AGRADECIDA... TALVÊZ UM
TELEFONEMA ANÔNIMO!...
DETETIVE - VOCE NÃO SE ATREVERIA!...
SHEILA - 10% E TUDO ESTARÁ ESQUECIDO PARA SEMPRE?
DETETIVE - VOCE É BAIXA!...VOCE É DIABÓLICA!...
SHEILA -VÁ! FALSO DETETIVE JOSÉ SILVA JUNIOR! E PENSE COM CALMA!...PARA
UM VICIADO, TRANBIQUEIRO, CHEIO DE DÍVIDAS COMO VOCE, ESSES
10% CAIRÃO DO CÉU... (SAI O DETETIVE).

SHEILA - ADEUS JOSÉ SILVA JUNIOR!...DIVIRTA-SE NO INFERNO!...AO SAIR
DAQUI, ESTARÁ SENDO SEGUIDO POR AMIGOS MEUS QUE O
ATROPELARÃO, SIMULANDO UM ACIDENTE... VAMOS DEIXAR
OCORRER OS FATOS E BAIXAR A POEIRA... DEPOIS CUIDAREMOS
DE VOCE!...BARONEZA DA BARRA DA RIBEIRA MAIOR!...TITIA...






( FIM DO (I) ATO)















( ATO
08
(ATO-II)

( EM UM PEQUENO SITIO, EM ALGUM LUGAR MUITO DISTANTE, UMA MULHER SOFRIDA,
DE MEIA IDADE, ESTÁ ARRUMANDO A SALA – O MARIDO CHEGA DO TRABALHO)


ZÉ - TARDE MARIA!...
MARIA -TARDE ZÉ!...QUI BÃO QUE OCÊ CHEGÔ CEDO...
ZÉ -MUIÉ QUI ÔVE?...TÁ TÃO INSTRANHA!...TEUS ZÓIOS TÃO BRILHANDU...
MARIA -ZÉ!...TENHU NUVIDADE... FINARMENTE JUNINHO INSCREVEU!...
ZÉ -MARIA!...QUI BÃUM... JÁ VAI PRA MAIS DI DEIS ANU QUE ELI SAIU
DAQUI PRÁ ISTUDÁ NA CIDADE GRANDI E INTÉ OJI NÓIS NUM
TEM NUTIÇA...
MARIA -TO TÃUM CONTENTI ZÉ!...NOSSO FIO NUM NUS INSQUECEU...
ZÉ -MARIA! DEXA EU VÊ A TAR CARTA...
MARIA -TÁ AQUI ZÉ...
ZÉ -MUIÉ?...QUE BOA NOVA AVÉRA DI TRAZÊ ESSA CARTA?
MARIA -VAI VÊ QUI ELI JÁ SI FORMÔ DOTÔ! ZÉ...
ZÉ -O INTÃO TA CHAMANDU A GENTE PRÁ JUNTO DELI!...
MARIA -QUI BÃUM!...TEM VEIS QUI MI DÁ UMA GASTURA... UM APERTO
DENTRU DU PEITO... UMA SODADE DU MEU FÍO...
ZÉ -NÃUM SI APOQUENTI MINHA FLÔ!...QUEIM SABE ELI TÁ VORTANDU
CUM UMA MALA CHEIA DI PRESENTI PRÁ OCÊ MARIA!...
MARIA -AH!...NUM CARECE PRESENTI!...BASTA A PRESENÇA DELI AQUI
PRA EU TÁ FELÍZ!...
ZÉ - QUI SERÁ QUI DÍZ A TAR CARTA?
MARIA - PUIS É!
ZÉ - TÁ VENDU MARIA... SI TU OVISSE OS CONSEIO DA PROFESSORA AURIA
AVIA APRENDIDU A LÊ...
MARIA - AQUELA LAMBISGÓIA TAVA DE OIO EM OCÊ ZÉ...
ZÉ - BOBAGE MUIÉ!...TU SABE QUI EU SEMPRE VIVI PRO OCÊ E PRU
NOSSO FIO JUNINHO...
MARIA -LEMBRA ZÉ! DI QUANDO ELI ERA PIQUENU?...ERA A MAIÓ ALEGRIA...
ZÉ -PARECIA UM PASSARINHO!...FRAQUINHO... FRAQUINHO... MAIS NÓIS
CUIDÔ BEM DELI... NUNCA FARTÔ CUMIDA...
MARIA -QUANTAS VEIS NÓIS FICÔ SEIM CUMÊ!...NA MAIÓ CARISTIA!...MAIS
PRU NOSSO MININO NUNCA FARTÔ O FEJÃUM CUM FARINHA...
ZÉ -ELI CRESCEU DANADO DI BUNITU... ERA NOSSA QUERENÇA... NOSSO TUDO...
QUERIA ISTUDÁ... SÊ DOTÔ... JAMAIS SI CONFORMÔ EM SÊ UM PÁ RAPADO
CUMO EU...
MARIA -NA NOSSA POBREZA NUNCA CONSEGUIMU DÁ ISTUDO PRÁ ELI... TUMBÉM!
SI ISCONDENDU NESSE FIM DI MUNDO... SEM LÚIZ... SEM NADA... SÓ BICHO
DU MATO QUI NEM NÓIS MÊMO!...
ZÉ - NUM CARECE DI RECLAMÁ QUI DEUS CASTIGA!...AQUI NÓIS VIVE QUI NEM
ZÉ -DOIS BICHU DU MATU MAIS SEMU FELÍZ... 09
MARIA -HOMI!...SÓ VÔ SE FELÍZ O DIA IN QUE JUNINHO VORTÁ...
ZÉ -UM DIA ELI VORTA!...VORTA FORMADO E VAI TIRÁ A GENTE
DESSE BURACO...
MARIA -ZÉ?...OCÊ LEMBRA DI QUANDO ELI SI FOI?
ZÉ - I EU AVÉRA DI ISQUECÊ!...NEIM EU NEIM OCÊ QUISÉRA QUI
ELI FÔSSI... MARIA NOSSO MININU FUJIU!...QUI AFRIÇÃO...
QUI DISISPERU... QUE SODADE DOÍDA MARIA!...MAIS LÁ DENTRU
DE NÓIS, NÓIS SABI QUE ELI FUJIU...
MARIA -EU SEI ZÉ!...NÓIS FINJIMU QUI ELI FOI INSTUDÁ... MAIS A GENTI SABI
QUI ELI NUS ABANDONÔ CUMO DOIS TRASTI VÉIO... FUGIU DA POBREZA
DA FOME... DA FARTA DI ESPERANÇA... INTÉ HOJI NUM SEI ONDE ERRAMU
ERA UM MININO TÃUM ALEGRI...
ZÉ - LEMBRA MUIÉ QUANDO ELI SI PERDEU NU MATO?
MARIA -NUM FUI SÓ ELI ZÉ!...TINHA AQUELA PENCA DE AMIGU...
ZÉ -FICAMU FEITO DOIDO!...INSPERANDU O DIA RAIÁ... CORAÇÃUM APERTADO...
MARIA - INTÉ BUGIU LAMBEU A CARA DELI ZÉ!...
ZÉ -TUMBÉM APRENDEU A LIÇÃUM... NEIM ACAMPÁ EM FUNDO DE QUINTAR
QUIS MAIS...
MARIA -NÓIS FUMO MUITO FELÍZ ZÉ... NÓIS FUMO FELÍZ E NÃUM SABIA...
ZÉ -MAIS AGORA CUM A VORTA DELI... A FELICIDADE VEM JUNTO...
MARIA!...TEM ARGUEM BATENDU NO PORTÃUM...
MARIA -VAI VÊ É AQUELA MUIÉ DA AVON BÁTI!...VÔ VÊ...


( ENTRA UMA MULHER )


ZÉ - DONA OCÊ SÁBI LÊ?
MULHER - CLARO QUE SEI!
ZÉ - A SINHORA PODI LÊ PRÁ NÓIS A CARTA DU NOSSO FÍO?...NEM EU NEM
MINHA VÉIA SABEMO LÊ...


( O CASAL SENTA TODO FELÍZ PARA OUVIR A LEITURA DA CARTA)

(A MULHER ABRE A CARTA... DÁ UMA OLHADA... FICA SEM JEITO)


MULHER - SEU ZÉ!...ESSA CARTA NÃO É DE SEU FILHO...
ZÉ - I DI QUEM É?
MULHER - DA POLÍCIA DE SÃO PAULO!
MARIA - UÉ?
ZÉ - LE PRÁ NÓIS!...VAI...
MULHER - ESSA CARTA É DO INSTITURO MÉDICO LEGAL DE SÃO PAILO, E DIZ:
- CARO SENHOR E SENHORA JOSÉ SILVA, VIMOS POR MEIO DESTA
INFORMAR QUE O SENHOR JOSÉ SILVA JUNIOR FOI ENTERRADO
COMO INDIGENTE APÓS O PRASO DE ESPERA LEGAL. ESTÁ EM
VALA COMUM NO CEMINTÉRIO DE PERUS SOB O NÚMERO 280.320
EM SÃO PAULO CAPITAL, ESTADO DE SÃO PAULO, BRASIL –
ATENCIOSAMENTE DR. GERSON FONTES – DIRETOR DO IML-
OBSERVAÇÃO:- OS OBJETOS PESSOAIS DO ACIMA CITADO ENCONTRAM-SE
EM SEU ÚLTIMO LOCAL DE TRABALHO, NO ENDERÊÇO ABAIXO... 10
ATENCIOSAMENTE...



(O CASAL FICA OLHANDO UM PARA O OUTRO... SE ABRAÇAM)



ZÉ - MARIA!...NOSSA LÚIZ FOI IMBÓRA... APAGÔ!
MARIA - TUDO VAI SÊ ISCURO ZÉ... NOSSO MININU NUNCA MAIS
VAI VORTÁ... O QUI VAI SÊ DI NÓIS MEU VÉIO?



(A LUZ DO PALCO VAI APAGANDO... DEIXANDO OS DOIS NO ESCURO)





FIM DO SEGUNDO ATO














( ATO – III )


(JOSÉ E MARIA VÃO A SÃO PAULO – NA CASA DA BARONEZA BUSCAR OS PERTENCES
DO FILHO FALECIDO – CENÁRIO O MESMO DO ATO-I - ABREM A PORTA DA SALA)



ZÉ - TADRE MADAMI!...NÓIS É US PAI DI JUSÉ SIRVA JUNIU E VIEMU
BUSCÁ OS TREM DI NOSSO MININU...
DINÁ - ENTRA SEU ZÉ!
MARIA - QUEIM É ESSA MUIÉ NA CADERA? DONA...
DINÁ - ESSA É MINHA PATROA E TAMBÉM PATROA DO FILHO DE VOCES,
ELA É A SENHORA BARONEZA DA BARRA DA RIBEIRA MAIOR...
MARIA - I ELA É DUENTI?
DINÁ -O FILHO DELA DESAPARECEU QUANDO ERA PEQUENO, E ATÉ HOJE
QUANDO ELA SE LEMBRA DO FATO FICA UNS DIAS ASSIM DESSE JEITO...
MARIA - DEVI SER TERRÍVER!NÓIS PERDEMU NOSSO FÍO E EU SEI O TAMANHU
DESSA DOR...
ZÉ -DEVI SÊ TERRÍVER MÊMU!...IEU NUM CONHECI MINHA MÃI... MAIS
CUNHEÇU MINHA MARIA E SEI CUMO ELA SOFRI...
DINÁ - O SENHOR NÃO CONHECEU SUA MÃE?
ZÉ -DESDI QUI MI CUNHEÇO POR GENTI!...ACHO QUE FUI INJEITADO...
DINÁ -COITADO!...COMO DEVE TER SOFRIDO...
ZÉ - CUMO SOFRI!...FUI CRIADO QUI NEIM BICHU... SEIM TÊ CARINHO...
UMA VÓIS AMIGA PRÁ MI CONSOLÁ... ME GUIÁ NA VIDA... QUIZERA
TANTU TÊ CUNHECIDO MINHA MÃEZINHA...



(ENTRA SHEILA)


SHEILA -DINÁ! COMO VOCE PERMITIU A ENTRADA DESSES MENDÍGOS
NA MANSÃO DA SENHORA BARONEZA!...PONHA-OS JÁ PARA FORA!
DINÁ -MAS DONA SHEILA!...SÃO OS PAIS DO DETEIVE JOSÉ SILVA JUNIOR E
VIERAM BUSCAR OS OBJETOS PESSOAIS DO FILHO FALECIDO...
SHEILA -AQUELE TRASTE TINHA OS PAIS QUE MERECIA!...MAIS PARECEM UM
PAR DE JACÚS...
ZÉ -NUM AVÉRA DI NUS OFENDÊ!...DONA!...SAMU DI PÁIS!
MARIA -I NÃUM CARECE DI FALÁ MAR DI NOSSU JUNINHU...
SHEILA -VAI PARA FORA JÁ!...DINA?...PEGUE UM SACO DE LIXO... PONHA AS
TRANQUEIRAS DO DETETIVE E JOGUE NA RUA... ELES QUE CATEM
E QUE DESAPAREÇAM DE NOSSAS VIDAS...
ZÉ -EU SÓ VÔ ARREDÁ U PÉ DAQUI CUM AS COISA DU JUNINHU...
SHEILA - CAIA FORA MENDÍGO...
ZÉ -NUM CÁIU...



( COMEÇA UM EMPURRA EMPURRA E SHEILA RASGA A CAMISA DE ZÉ- APARECE UMA
MARCA NO OMBRO)...(A BARONEZA QUE TUDO OBSERVAVA, CONSEGUE LEVANTAR-SE
DA CADEIRA E GRITA)






BARONEZA -MEU FILHO!...MEU FILHO!
MARIA -INDOIDÔ!
BARONEZA -O SINAL NO OMBRO... O SINAL NO OMBRO!
ZÉ -É MARCA DI NASCENÇA!

BARONEZA - A MARCA DE MEU PEQUENO EDUARDO!...
MEU FILHO!... MEU FILHO!

ZÉ -MÃI! MÃI!...(AMBOS SE ABRAÇAM)





FIM







AUTOR: GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP/1997

Nenhum comentário: