terça-feira, 9 de dezembro de 2008

LEMBRAR


LEMBRAR

Saudades dos sonhos mortos
Que nem chegaram a viver...
Saudades!...Distantes portos
Que nunca irei conhecer...

Saudade!... A noite vazia
No meu peito a palpitar
Saudade uma estrela guia
No meu longo caminhar...

Saudade dorme com jeito
Não a quero ver acordar...
Saudade!... És amor desfeito
Num coração a sonhar...

Saudade!... O meu pensamento
É conseguir te afastar...
Tudo é mentira!... Lamento!
O que quero é te lembrar!

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/S

Nenhum comentário: