segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

INTERROGAÇÃO


INTERROGAÇÃO

Para onde vai o amor
No fim do sonho?
Dorme!... Suponho

O amor não morre jamais
Transforma-se em punhais
Manchetes de jornais...

Alguns viram canções.
Outros se dissimulam
Viram ódios, se anulam

Alguns choram baixinho
Outros desafiam tudo...
Ficam surdos e mudos.

No meu caso, por exemplo,
Não sei qual a razão:
- Ele é minha solidão...

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: