terça-feira, 9 de dezembro de 2008

FIM DE DIA


FIM DE DIA

Quem foi que uniu esses risos
Quem espalhou a canção...
E num momento preciso
Tirou luz da escuridão!

Ah... Esses olhos que cegam
Raios de sol derradeiros
São mares onde navegam
Meus sonhos feitos veleiros

Nas minhas asas douradas
Cruzo por todos os céus
Venho de tantas jornadas
Cobrindo a face de véus

E nos meus olhos cansados
Há uma lágrima tardia
Surgindo feito fantasma
Saudades de um fim de dia!

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: