segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

EU


EU... HOJE

Eu que não me conheço
Mas que sou meu dono,
Tenho medo, tenho sono.
Por vezes me reconheço

No menino que sorri,
No ancião alquebrado.
Sou objeto largado...
Até penso que morri!

Sou o mendigo da rua
Sou o pássaro a voar
Um ser errante e a toa

Somente outro poeta
Pode meu mundo entender
Meus olhos janela aberta
Olhando a vida correr...

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: