quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

EU SOU CARAVELA


QUEM PLANTA A SEMENTE
QUEM FÁZ A CANÇÃO?
QUEM COLHE DA TERRA
O PRANTO E O PÃO?

QUEM FÊZ ESSAS MATAS
QUEM FÊZ ESSE MAR...
FÊZ RIOS E CASCATAS
E FÊZ MEU SONHAR...

NO EMBALO DA REDE
EU FICO A CISMAR...
SABER É UMA SEDE
QUE VEM PELO AR...

DE DENTRO DO PEITO
ME BATE UMA DOR
QUE CHEGA SEM JEITO
NEM PEDE FAVOR...

NÃO PLANTE A SEMENTE!
NÃO OUÇA A CANÇÃO...
NÃO AME ESSA TERRA
TEU CANTO? É ILUSÃO...

NÃO PESQUE O PEIXE
NÃO COLHA TEU PÃO
NÃO PODE! NÃO DEIXE!
PASSAR NO TEU CHÃO...

SÃO TANTAS PESSOAS
DE BONS CORAÇÕES
SALVANDO O MUNDO
FAZENDO SERMÕES...

EU CÁ NO MEU CANTO
MATUTO SOZINHO...
QUEM É ESSA GENTE?
QUE VEM DE MANSINHO

TIRAR O SOSSÊGO
GOSTOSO QUE TENHO.
QUE QUEREM BARRAR
O RIO? O ENGENHO?

SÃO LÁ DA CIDADE!
ME DÍZ UMA VÓZ...
NÃO VEJO MALDADE!
ELAS LUTAM POR NÓS...

JÁ VEM TUDO ESCRITO
É SÓ ASSINAR...
NEM NOTAM MEU GRITO
O MEU SOLUÇAR...

NÃO TENHO A ESPERTEZA
NEM SOU TÃO GENTIL...
SOU SIMPLES CABOCLO
DO FIM DO BRASIL...

SOU FRUTO DA TERRA
A MATA É MEU LAR
O MEDO ME ESPERA
EM OUTRO LUGAR...

TALVÊZ A FAVELA!
JAMAIS O LUAR...
EU SOU CARAVELA
AQUI DESSE MAR...

POR ISSO DOUTORES
ME DEIXEM FICAR...
DAQUI SÃO AS DORES
MEU SUOR!...MEU SONHAR!




(DESAPROPRIAÇÃO DA JURÉIA)



GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: