terça-feira, 9 de dezembro de 2008

DEZ MENINOS


DEZ MENINOS

Ao todo são dez meninos.
Saltam da margem do rio,
Mas na conta do destino,
Somente nove ele viu...

E aquelas nove crianças
Com negra sina marcou
Drogas roubos desavenças
E seis figuras restou...

O tempo brinca com a gente
Chuva, sol, fugas, prisão...
Restaram dois inocentes
Andando na contramão.

Na contramão do futuro
Não há caminho a seguir
E muitos tiros no escuro
Ainda se podem ouvir...

Eram ao todo dez meninos
Que apagaram o seu sorrir
A morte os cobriu de mimos
Quando o mundo os destruiu.

Quando a tarde cai serena
Todos se acham tão fortes
... E a vida fica pequena
Ao se brincar com a sorte!

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: