terça-feira, 9 de dezembro de 2008

CARAVELAS




CARAVELAS

Crianças são caravelas
Navegantes do infinito
O mundo precisa delas
Ouçam agora seus gritos

Nossas crianças de rua
São carros sem direção
Ancoradas nas esquinas
Rodando na contramão

Na contramão do destino
Dá-se de cara na vida
Como o sonho do menino
Está sempre de partida

De partida da cidade
Trancafiado em prisão
É a negra realidade
O resto é pura ilusão

Cuidem de suas crianças
Vão escrever o futuro
Um diamante de esperança
Chama morrendo no escuro.

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: