segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

CALA ILUSÃO



CALA ILUSÃO

Há uma hora incerta
Quando o tempo para
Quando o além desperta
E a solidão me fala...

Há uma hora dura
Quando a vida pune
E se busco a cura
A ilusão me assume

Despedaçou meu peito
Me transformou em réu
Essa ilusão sem jeito
Me faz provar do fel

Me exilou na Terra
Me cobriu de véus
Transmudou em fera
Todos os meus céus

E por mais que eu grite
Quando o tempo para
A solidão me agride...
E o saber me cala...

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: