terça-feira, 9 de dezembro de 2008

BELEZA MANOS!


M O N Ó L O G O 01


AUTOR:- GASTÃO FERREIRA/IGUAPE

TÍTULO:- BELEZA MANOS!

E AÍ MANOS!
TUDO BEM?
BELEZA?
TÃO A FIM
DE UMA HISTÓRIA?

VOU CONTAR A MINHA.
AGORA QUE ESTOU NO PONTO
AGORA QUE ESTOU PRONTO.

SOU FILHO DO DITO
DO ANTONIO, DO VALMIR
E MAIS UMA CENTENA
COM QUEM MAMÃE SAIU!

MEU COMEÇO
FOI BARRA PESADA...
EU E MAMÃE
E MAIS NINGUÉM
NA ESTRADA...

ROUPINHAS DE BAZAR...
TUDO PECHINCHA.
CESTA BÁSICA
TIRADA NO FAVOR
E MAMÃE SE MATANDO
NO TRABALHO
PRÁ SE ENFEITAR PRÁ VIDA
POR AMOR...

CRESCÍ POR AÍ
COISA LARGADA...
IGUAL A UMA PLANTA
NÃO REGADA,
POR ISSO NÃO REPAREM
SE NÃO FALO
COMO ALGUÉM
QUE ESTUDOU 02
PRÁ SER DOUTOR...

EU FUI UM BICHO
SEMPRE ENCURRALADO
SEM CARINHO E AFÉTO
DE NINGUÉM...
CRESCÍ POR MINHA CONTA
E O MEU PECADO
FOI TER NASCIDO
SEM SER DESEJADO
SEM SER AMADO
E SEM TER UM PAI...

IGUAIS A MIM
NESSE BRASIL IMENSO
NASCEM CRIANÇAS
SEM FUTURO CERTO
PARA POVOAR
AS PRAÇAS DAS CIDADES
PEDIR NAS RUAS
ESMOLAR O PÃO...
NÃO CONHECER
A TAL FELICIDADE
E MORRER JOVEM
SEM TER AMANHÃ...

ÀS VEZES PARO
PRÁ PENSAR UM POUCO
E NÃO ENCONTRO
A RESPOSTA CERTA...
É MINHA A CULPA
DESSA VIDA INCERTA?
QUANDO CHEGUEI
JÁ TAVA TUDO PRONTO!
SÓ VIM ESPIAR...
NÃO VIM PRÁ SER FELÍZ!
NEM CULPO MINHA MÃE
POR ESSA VIDA TRISTE
ELA CAIU DE AMOR
E FOI OTÁRIA
E EU SOU O FRUTO
E O PESADÊLO SEU...

NÃO ERA BURRA
ESTUDOU BASTANTE...
ERA INFORMADA
É O QUE ME DÍZ...
DEU PASSO ERRADO
E O RESULTADO
ESTÁ AQUI
E NINGUÉM ME QUIS!
VIVO SÓ 03
NESSA JAULA
DE MIM MESMO...
TRANCADO A ESMO
E SEM ENTENDER
O QUE VIM FAZER
NESSE MUNDINHO TORTO
NUMA ESPERA INÚTIL
DE CRESCER...

MEU SONHO
É TUDO AQUI...
MAS NÃO SOU EU.
É UM PORTO
ONDE MEU SONHO
SE PERDEU...
SOU BUCHA DE CANHÃO
EU SOU UM VOTO
PARA ELEGER O CHEFE
DE PLANTÃO...
EU SOU O INCENDIÁRIO
QUE IMPLODE
AS GRADES DA CADEIA
NA PRISÃO...

EU SOU O ASSALTANTE
QUE TE FÉRE
PRÁ TER RELÓGIO
TÊNIS E BLUSÃO...
EU SOU O GAROTINHO
DA ESQUINA
AQUELE ALI!...
QUE TE ESTENDE A MÃO...

EU SOU O MENINO
QUE SONHAVA...
SEM SABER
QUE O SONHO ME MATAVA...
EU ERA APENAS
PARTE DA PAISAGEM
A CATAR RESTOS
DE FELICIDADE
QUE JOGAVAM NO LIXO
PELO CHÃO...

EU SOU UM NÚMERO
ESTOU NO JORNAL
E SEM SABER
SE A VIDA VALE A PENA
MEU SANGUE ESCORRE
DO FIO DE UM PUNHAL...

APENAS PASSO 04
E NÃO DEIXO MARCAS...
INCERTAS DORES
VÃO LEMBRAR DE MIM...
UM ROUBO ESPERTO
O TEU FILHO MORTO...
BALA PERDIDA
QUE ENCONTROU
SEU FIM...

É MINHA MARCA
MEU REGISTRO, NOME...
GRITA UMA FOME
DE PODER EM MIM,
QUE VEM E SOME
E QUE SE CHAMA MÊDO
QUE ESTÁ NAS ESQUINAS
PRAÇAS E JARDINS...

É ESSA MANO!
TODA A MINHA HISTÓRIA...
E FICA ESPERTO
POIS EU NÃO SOU UM
SOMOS MILHARES
NESSE NOSSO CHÃO...
CATANDO RESTOS
DE FELICIDADE...
ESPERANDO A MORTE
BATALHANDO O PÃO...
É ISSO AÍ!...
BELEZA MANOS!



gastaoiguape@yahoo.com.br

Nenhum comentário: