terça-feira, 9 de dezembro de 2008

ASSIM


ASSIM

Carne da lama mais podre
Alma de luz estrelar
Chama de vida passando
Fera querendo cantar

Sou feito de tudo um pouco
Entre o brilho e a escuridão
Entre a tristeza e o sorriso
Entre o gelo e o vulcão...

Sou feito de mil maneiras
... E me disfarço tão bem
Entre a pureza e o pecado
Entre a bondade e o desdém

E assim a vida levando
Por entre espinho e flor
Vou enfeitando o caminho
Entre a saudade e o amor.

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: