segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

AOS PÉS DE DEUS


AOS PÉS DE DEUS

Quando enfim eu for embora
Para o mundo alem da esfera
Só levarei na memória
As boas coisas da Terra

Quais amizades sinceras
Que por aqui conquistei
As vitórias entre feras
Nos sonhos que naveguei

Em chegar ao outro lado
Quero rever meus amigos
Que partiram antecipados
E nunca foram esquecidos

Quero beber água pura
Na fonte eterna da vida
Quero provar da ventura
De quem nunca foi vencido

Voltarei a ser menino
Num jardim belo demais
Me sentirei pequenino
De novo a sombra do Pai

Serei sempre uma criança
Brincando aos pés de Deus
Pássaro de luz, esperança
Que cantei nos versos meus!

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/SP

Nenhum comentário: