terça-feira, 9 de dezembro de 2008

AO CAIR DA NOITE


AO CAIR DA NOITE

A noite cai sobre a terra
Qual manto de escuridão;
Na toca se esconde a fera
Procura o ninho o gavião

No céu despontam estrelas
A lua correndo ao léu...
Fecham-se porta e janelas,
O dia desfaz-se em breu...

Na noite de minha alma
Brilha também um clarão
De começo fraco e calmo
Depois igual a tufão...

São as saudades do dia
Fugindo da escuridão...
Enchendo a vida vazia
Com tanta recordação!

GASTÃO FERREIRA/ESTEIO/RS/1970

Nenhum comentário: